conteúdos
links
tags
Bolsas
Candidaturas abertas de 8 a 21 de março
Bolsa de Investigação na área das Ciências e Engenharia do Ambiente no âmbito do Projeto “SGH - SMART GREEN HOMES" - BIM-11
Encontra-se aberto concurso para a atribuição de uma Bolsa de Investigação para Mestre, no âmbito do projeto de I&D Empresas em Co-Promoção, intitulado “SGH - SMART GREEN HOMES”, Projeto N.º 7678 (Ref. POCI-01-0247-FEDER-007678), co-financiado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) através do Programa Operacional Competitividade e Internacionalização (POCI).

Encontra-se aberto concurso para a atribuição de uma Bolsa de Investigação para Mestre, no âmbito do projeto de I&D Empresas em Co-Promoção, intitulado “SGH - SMART GREEN HOMES”, Projeto N.º 7678 (Ref. POCI-01-0247-FEDER-007678), co-financiado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) através do Programa Operacional Competitividade e Internacionalização (POCI), nas seguintes condições:

Áreas Científicas: Ciências e Engenharia do Ambiente.

Requisitos de admissão obrigatórios (requisitos cumulativos e sob risco de exclusão):

  • Mestrado em Engenharia do Ambiente, Sistemas Energéticos Sustentáveis, Engenharia Mecânica, áreas afins;

  • Classificação igual ou superior a 14 valores.

Requisitos preferenciais:

  • Competências no desenvolvimento e aplicação de metodologias dedicadas ao desenvolvimento de sistemas de monitorização e controlo da qualidade de ar interior;

  • Competências no desenvolvimento e aplicação de metodologias e instrumentação dedicadas à avaliação da qualidade do ar;

  • Dissertação de mestrado em temas relevantes para as atividades indicadas;

  • Reunir requisitos académicos para desenvolver trabalho de doutoramento neste domínio;

  • Domínio escrito da língua inglesa.

Plano de trabalhos: O plano de trabalhos consiste na participação nas Tarefas A4.T26 - Dimensionamento e desenho de sensores e atuadores, visando a monitorização e controlo da qualidade do ar interior (p.e. CO2, CO, NOx, COVs, PM10, PM2.5, temperatura e humidade relativa), A10.T11 – Construção de protótipo representativo de sensores e atuadores para monitorização e controlo da qualidade do ar interior (p. ex. CO2, CO, NOx, VOCs, PM10, PM2.5, temperatura e humidade), A15.T6 – Validação das emissões gasosas dos vários produtos desenvolvidos (aos quais seja aplicável) e A15.T10 – Teste de modelos comportamentais, e inclui:

  • Avaliação e selecção dos sensores para monitorização e controlo da qualidade do ar interior (p.e. CO2, CO, NOx, COVs, PM10, PM2.5, temperatura e humidade relativa) o que inclui testes com atmosferas padrão e intercomparação do desempenho de sensores;

  • Projecto e dimensionamento de módulos multiparâmetro para monitorização e controlo da qualidade do ar interior (p.e. CO2, CO, NOx, COVs, PM10, PM2.5, temperatura e humidade relativa);

  • Construção de um protótipo para validação do conceito utilizado;

  • Avaliação e validação das emissões de poluentes gasosos (p. ex., CO, NOx, hidrocarbonetos) nos equipamentos por combustão a gás;

  • Participação na definição da base sobre a qual será suportada a interacção entre a unidade de monitorização da qualidade do ar e os outros produtos desenvolvidos, o utilizador e o espaço envolvente.

  • Participação na elaboração de relatórios de progresso e de artigos científicos sobre o trabalho desenvolvido.

Local de trabalho: O trabalho será desenvolvido maioritariamente no Departamento de Ambiente e Ordenamento, da Universidade de Aveiro, sob a orientação científica dos Professores Doutor Teresa Nunes, Mário Cerqueira e Alexandre Mota.

Duração da bolsa e Regime de Atividade: A bolsa terá a duração de 6 meses, com início previsto em abril de 2018, em regime de exclusividade, eventualmente renovável até ao limite máximo de 24 meses.

Valor do subsídio de manutenção mensal: O montante mensal da bolsa corresponde a 980,00EUR, conforme tabela de valores das bolsas atribuídas diretamente pela FCT, I.P. no País (http://alfa.fct.mctes.pt/apoios/bolsas/valores). O pagamento será efetuado através de depósito bancário, cheque ou outra modalidade equivalente.

Métodos de seleção: Os métodos de seleção a utilizar serão os seguintes:

     A - Avaliação curricular – com valoração de 100%, que será realizada de acordo com os seguintes critérios:

  • Currículo académico em área adequada, em conformidade com os requisitos de admissão (40%);

  • Currículo técnico-científico e experiência comprovada nas temáticas indicadas como condições preferenciais (40%);

  • Currículo técnico-científico e experiência comprovada em outras áreas relevantes para o desenvolvimento do programa de trabalhos (20%)

Se necessário para comprovar o mérito dos candidatos realizar-se-á uma Entrevista.

     B - Entrevista que avaliará cada candidato admitido, nos seguintes domínios:

  • Conhecimentos específicos relevantes para a execução do plano de trabalhos a desenvolver (60%);

  • Capacidade de comunicação e de relacionamento interpessoal (20%);

  • Domínio oral da língua portuguesa e inglesa (20%).

Caso não seja realizada a Entrevista, a avaliação final será correspondente somente à Avaliação curricular.

Caso seja realizada a Entrevista, a avaliação final será executada de acordo com a seguinte ponderação:

  • 70% Avaliação curricular;

  • 30% Entrevista.

O concurso será encerrado se nenhum dos candidatos se revelar adequado.

Composição do Júri de Seleção: Presidente do júri: Professor Doutor Teresa Nunes, Professor Associado da Universidade de Aveiro; Vogais: Professor Doutor Mário Cerqueira, Professor Auxiliar e Professor Doutor Alexandre Mota, Professor Associado, ambos da Universidade de Aveiro.

Forma de publicitação/notificação dos resultados: Os resultados finais da avaliação serão publicitados, através de lista ordenada por nota final obtida, sendo todos os candidatos notificados através de e-mail.

Prazo de candidatura e forma de apresentação das candidaturas:

O concurso encontra-se aberto, para apresentação de candidaturas, no período de 08/03/2018 a 21/03/2018.

As candidaturas devem ser formalizadas, obrigatoriamente, através do envio de e-mail de candidatura, utilizando o formulário de candidatura a bolsas de investigação disponível em http://www.ua.pt/sgrhf/PageText.aspx?id=15032, acompanhada dos seguintes documentos: Curriculum Vitae detalhado, datado e assinado, e Cópia simples do(s) Certificado(s) de Habilitações.

As candidaturas, dirigidas ao Presidente do Júri, devem ser enviadas, obrigatoriamente, através de correio eletrónico para o endereço dao-bolsaseconcursos@ua.pt, com Cc para tnunes@ua.pt, com indicação da referência do projeto no assunto, da seguinte forma: UA – Projeto SGH - POCI-01-0247-FEDER-007678 – Bolseiro Investigação (BI) n.º 11 e acompanhada dos documentos referidos anteriormente.

Legislação e regulamentação aplicável: Lei Nº. 40/2004, de 18 de agosto, alterada pelo Decreto-Lei n.º 202/2012, de 27 de agosto, e alterado pelo Decreto-Lei nº 233/2012, de 29 de outubro e pela Lei nº 12/2013, de 29 de janeiro e pelo Decreto-Lei nº 89/2013, de 09 de julho (Estatuto do Bolseiro de Investigação Científica); Regulamento de Bolsas de Investigação da Fundação para a Ciência e Tecnologia, em vigor (www.fct.pt/apoios/bolsas/docs/RegulamentoBolsasFCT2015.pdf); e Regulamento de Bolsas de Investigação Científica da Universidade de Aveiro – Regulamento n.º 341/2011, publicado em Diário da República, 2ª série, n.º 98, de 20 de Maio.

Data de Publicação: 06/03/2018

imprimir
tags
outras notícias