conteúdos
links
tags
Campus
Protocolo alarga oferta de bolsas a licenciados de oito universidades portuguesas
CTG financia estudantes interessados em fazer mestrado em universidades chinesas
CTG financia estudantes interessados em fazer mestrado em universidades chinesas
Os alunos portugueses, que desejem obter um grau de mestre em universidades chinesas em diversas áreas do conhecimento vão ser subsidiados pela CTG (China Three Gorges Corporation) - a principal acionista da EDP – Energias de Portugal e uma das maiores empresas de energia do mundo. O acordo foi firmado esta terça-feira, 29 de agosto, na Embaixada da China em Portugal, com cinco novas universidades portuguesas, entre as quais a Universidade de Aveiro (UA).

Num momento em que as universidades portuguesas têm vindo a realizar um trabalho consistente de internacionalização do Ensino Superior, o Reitor da UA, Manuel António Assunção, valorizou a responsabilidade social de uma empresa do setor energético, como a CTGPortugal, que com este protocolo se dispõe a conferir bolsas não apenas na área energética mas num largo espectro de domínios científicos, referindo que tal apoio muito contribuirá para garantir que “mais estudantes portugueses venham a ter a chance de experimentarem o sistema de ensino superior chinês e a vida nesse imenso país amigo”.

“Estamos perante contributos inestimáveis para a formação integral do estudante, para a obtenção de competências pessoais complementares, para a compreensão mútua de outros povos e de outras culturas: com reflexos no cosmopolitismo e na empregabilidade de cada um; e na consolidação de valores tão determinantes como o da tolerância, o do respeito da diferença ou o da paz", disse Manuel António Assunção na sua intervenção em representação das cinco novas universidades abrangidas pelo acordo (Nova de Lisboa, Aveiro, Algarve, Minho e Católica)

 

Primeiro concurso deverá abrir em abril de 2018

Para fomentar ainda mais a cooperação entre Portugal e a China, a CTG tem disponibilizado, desde 2016, apoio financeiro às Universidades do Porto, Coimbra e Lisboa, para a concessão por estas universidades de bolsas de estudo para alunos de nacionalidade portuguesa, que desejem obter um grau de mestre em universidades chinesas.

Com o acordo agora alargado a cinco outras universidades, entre as quais a UA, a atribuição de bolsa por cada uma das universidades é suportada pela CTG PT e destina-se a subsidiar os alunos portugueses que desejem obter um grau de mestre em diversas áreas do conhecimento, incluindo, sem limitação, língua chinesa e cultura, artes, história, arqueologia, economia, gestão, engenharia e arquitetura.

Estas bolsas bianuais destinam-se preferencialmente a recém-licenciados de cada uma das universidades signatárias que tenham tido contacto com a cultura e língua chinesa, queiram aprofundar os seus conhecimentos da realidade e cultura chinesa e sejam admitidos por uma universidade chinesa.

Os candidatos a beneficiários devem cumprir os critérios cumulativos estabelecidos por cada uma das universidades, através da “abertura de concurso”:

- Ser um cidadão português;

- Ser graduado em universidade portuguesa até o ano letivo imediatamente anterior ao primeiro ano de estudos na universidade chinesa;

- Terem sido admitidos para programa mestre em universidade chinesa (2 anos);

- Possuir nível fluente de Inglês escrito e falado (nível B2 do QECRL) e conhecimentos básicos do mandarim, bem como outras competências de linguagem que possam ser solicitadas de acordo com os requisitos do curso;

- Ter um plano abrangente de estudo para o curso;

- Ter duas cartas de recomendação de professores dos cursos anteriores;

Os antigos alunos das universidades também podem beneficiar da bolsa, embora os recém-licenciados tenham prioridade

A CTG atribui duas bolsas por concurso e por Universidade, com um orçamento de cinquenta mil euros por concurso e por Universidade.

A bolsa CTG será concedida em dois concursos: um para os anos letivos 2018/2019 e 2019/2020 e o outro para os anos letivos 2019/2020 e 2020/2021. Cada um dos concursos será aberto em 2018. O primeiro deverá abrir até 1 de abril de 2018.

imprimir
tags
ficheiros associados
outras notícias