conteúdos
links
tags
Distinções
Jornal Green Chemistry distingue investigadora da Universidade de Aveiro
Mara Freire entre os mais importantes jovens cientistas do mundo em Química Sustentável
A investigadora Mara Freire
Lembra-se de Mara Freire, a investigadora da Universidade de Aveiro (UA) que há quatro anos conquistou uma bolsa de 1,4 milhões de euros do Conselho Europeu de Investigação? Acaba de ser considerada um dos 14 mais importantes cientistas emergentes do mundo dedicados à redução do impacto da atividade química no meio ambiente. Quem o garante é o Green Chemistry, um dos mais importantes jornais científicos dedicados à Química Sustentável.

Cientista do CICECO-Instituto de Materiais de Aveiro da UA, Mara Freire é coordenadora do IgYPurTech, o projeto que lhe garantiu uma das maiores e mais importantes bolsas científicas europeias. Já com resultados promissores, o IgYPurTech tem por objetivo o desenvolvimento de tecnologias sustentáveis para purificar anticorpos da gema do ovo, visando a produção de biofármacos alternativos, menos dispendiosos e mais eficazes que alguns fármacos convencionais.

Para além deste projeto, Mara Freire e a sua equipa de investigação desenvolveram técnicas de separação mais eficientes (grande parte delas resumindo-se a uma única etapa) para uma vasta gama de produtos. Estas técnicas mais sustentáveis, explica a investigadora, “permitiram a separação seletiva de aminoácidos de matrizes complexas, a purificação de anticorpos de origem mamífera e outras proteínas de valor acrescentado, a purificação e concentração simultâneas de biomarcadores tumorais a partir de fluidos humanos, entre outras”. Grande parte destas técnicas recorrem à utilização de líquidos iónicos, que apresentam duas propriedades relevantes para o efeito: são não voláteis e apresentam uma elevada diversidade estrutural, permitindo, portanto, ‘desenhar’ uma estrutura química adequada para uma determinada aplicação.

Esta equipa de investigação identificou também a possibilidade de se conseguirem sistemas de separação reversíveis (por manipulação da temperatura e pH do meio), permitindo o desenvolvimento de plataformas integradas de produção e purificação. Nos últimos anos, esta equipa tem estado centrada na utilização de líquidos iónicos mais biocompatíveis, preferencialmente derivados de produtos naturais, tendo em consideração as aplicações descritas.

Foi graças ao desenvolvimento destas técnicas de separação mais eficientes e sustentáveis que Mara Freire foi identificada como um dos 14 “rising stars in the Green Chemistry field”, um reconhecimento realizado pelo jornal científico Green Chemistry, no número intitulado “Green Chemistry 2017 Emerging Investigators”.

imprimir
tags
outras notícias