conteúdos
links
tags
Bolsas
No âmbito do Projeto MARINFO – Integrated Plataform for Marine Data Acquisition and Analysis
Bolsa de investigação com candidaturas abertas
Encontra-se aberto concurso, até 12 de junho, para a atribuição de uma Bolsa de Investigação Mestre no âmbito do Projeto MARINFO – Integrated Plataform for Marine Data Acquisition and Analysis, da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, com a referência NORTE-01-0145-FEDER-000031, cofinanciado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), através do Programa Operacional Regional do Norte (NORTE 2020).

Área Científica: Engenharia Electrotécnica e de Computadores, Ciências de Computação, Telecomunicações, Eletrónica e Redes de Computadores, Automação ou Informática.

Requisitos de admissão: Mestrado em Engenharia Eletrotécnica e de Computadores, Ciências de Computação, Telecomunicações, Eletrónica e Redes de Computadores, Automação ou Informática, ou em áreas afins. Será dada preferência aos candidatos que apresentem experiência e conhecimento nas áreas de controlo, coordenação de veículos autónomos e em sistemas distribuídos, capacidade de trabalho em grupo, bom domínio da língua inglesa e excelente relacionamento interpessoal.

Plano de trabalhos: O objetivo principal é desenvolver uma rede de sistemas de veículos aéreos e aquáticos, para observação oceânica adaptativa com aplicações de mapeamento e rastreamento de recursos biológicos ou físicos. O bolseiro será integrado na atividade de Investigação da equipa do projecto MARINFO, no âmbito das Workpackages do projeto, abaixo indicadas:

1.1 Desenvolver uma arquitetura de controlo para planeamento adaptativo verificado de multiplos veículos com interação por iniciativa mista;

1.2 Desenvolver algoritmos de planeamento para a observação adaptativa do oceano através da coordenação de veículos aéreos e aquáticos;

1.3 Desenvolver algoritmos de execução para a observação adaptativa do oceano através da coordenação de veículos aéreos e aquáticos;

1.4 Desenvolver bóias de deriva oceânica de baixo custo com sensores ambientais;

1.5 Implementar rede de veículos operacional para observação oceânica adaptativa.

Legislação e regulamentação aplicável: Lei Nº. 40/2004, de 18 de agosto, alterada pelo Decreto-Lei n.º 202/2012, de 27 de agosto, e alterado pelo Decreto-Lei nº 233/2012, de 29 de outubro e pela Lei nº 12/2013, de 29 de janeiro e pelo DecretoLei nº 89/2013, de 09 de julho (Estatuto do Bolseiro de Investigação Científica); Regulamento de Bolsas de Investigação da Fundação para a Ciência e a Tecnologia, em vigor (http://www.fct.pt/apoios/bolsas/docs/RegulamentoBolsasFCT2015.pdf) e Regulamento de Bolsas da Universidade do Porto.

Local de trabalho: O trabalho será desenvolvido no Laboratório de Sistemas e Tecnologia Subaquática da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, sob a orientação científica do Prof. Doutor João Tasso Figueiredo Borges de Sousa.

Duração da bolsa e Regime de Atividade: A bolsa terá a duração de 6 meses, eventualmente renovável mas não excedendo a duração máxima do projeto, com início previsto para junho de 2017, em regime de exclusividade.

Valor do subsídio de manutenção mensal: O montante mensal da bolsa atribuído será de 980,00€, conforme tabela de valores das bolsas atribuídas diretamente pela FCT, I.P. no País (http://www.fct.pt/apoios/bolsas/valores). O pagamento será efetuado por transferência bancária.

Métodos de seleção: Os métodos de seleção a utilizar serão os seguintes:

Classificação Candidato = AC * 0,5 + PC * 0,25 + ADI&D * 0,25

AC – Avaliação Curricular

PC – Perfil do candidato

ADI&D – Adequação à dinâmica da equipa I&D

Avaliação Curricular (AC)

AC = AC-C1 * 50% + AC-C2 * 50%

AC-C1 - Habilitações Académicas (0-20 valores)

AC-C2 - Experiência em Investigação (0-20 valores)

Perfil do candidato (PC)

PC = PC-C1 * 25% + PC-C2 * 25% + PC-C3 * 25% + PC-C4 * 25%

PC-C1 - Conhecimentos sólidos nas áreas indicadas (0-20 valores);

PC-C2 - Conhecimentos do Processo de Engenharia de Sistemas (0-20 valores);

PC-C3 - Conhecimentos em arquiteturas de comando e controlo com especialização em sistemas multi-veículo (0-20 valores);

PC-C4 - Conhecimento de software de planeamento, comando e controlo de redes de veículos heterogéneos (0-20 valores);

Adequação à dinâmica da equipa I&D (ADI&D)

ADI&D = ADI&D-C1 * 25% + ADI&D-C2 * 25% + ADI&D-C3 * 25% + ADI&D-C4 * 25%

ADI&D-C1 - Competência demonstrada através de participação em projetos internacionais, de preferência nas áreas de planeamento e controlo de operação de múltiplos veículos autónomos (0-20 valores);

ADI&D-C2 - Experiência na escrita e submissão de relatórios técnicos de projectos financiados por entidades nacionais e internacionais (0-20 valores);

ADI&D-C3 - Experiência na organização de experiências de campo com múltiplos veículos aéreos, de superfície e submarinos (0-20 valores);

ADI&D-C4 - Conhecimentos e motivação para o exercício da função (0-20 valores).

Após análise da documentação submetida, o júri poderá solicitar entrevista aos 2 melhores classificados na avaliação curricular, onde será verificado:

Classificação entrevista = 50% * E-C1 + 25% * E-C2 + 25% *

E-C3 E-C1 - Conhecimentos e motivação para o exercício da função: Excelentes conhecimentos e motivação – 5 pontos Bons conhecimentos e boa motivação – 3 pontos Ausência de conhecimentos ou de motivação – 0 pontos

E-C2 - Atitude (avalia o comportamento do candidato em termos de capacidade de trabalho em equipa, capacidade de gestão de conflitos, capacidade de persuasão, apresentação e confiança) Atitude excelente – 5 pontos Atitude adequada – 3 pontos Atitude desadequada – 0 pontos

E-C3 - Capacidade de expressão e fluência verbal em português e/ou inglês (coerência e clareza discursiva, riqueza vocabular, capacidade de compreensão e interpretação das questões colocadas). Muito boa capacidade de expressão, comunicação ou interpretação – 5 pontos Boa capacidade de expressão, comunicação ou interpretação – 3 pontos Dificuldade de expressão, comunicação ou interpretação – 0 pontos

A avaliação curricular passa a ter o peso de 50% e a entrevista de 50%.

Reserva-se ainda o direito à não contratação no caso de nenhum dos candidatos corresponder ao perfil ou requisitos exigidos.

Composição da Comissão de Seleção:

Presidente: João Tasso Figueiredo Borges de Sousa

Vogal: Fernando Manuel Ferreira Lobo Pereira

Vogal: António Pedro Rodrigues Aguiar

Vogal Suplente: João Luís da Silva Campos Pereira

Vogal Suplente: António Sérgio dos Santos Borges Ferreira

Forma de publicitação/notificação dos resultados: Os resultados do processo, serão enviados aos candidatos através de ofício, pelo que se solicita indicação da morada completa no processo de candidatura.

Prazo de candidatura e forma de apresentação das candidaturas: O concurso encontra-se aberto entre 30/05/2017 a 12/06/2017, (10 dias uteis)

As candidaturas devem ser formalizadas, obrigatoriamente, através email para recursoshumanos@fe.up.pt, e sas.lsts@fe.up.pt, indicando a referência do projeto no assunto (FEUP – MARINFO - C) e acompanhadas dos seguintes documentos: carta de candidatura, Curriculum Vitæ (incluindo morada, e-mail e telefone de contacto), carta(s) de referência, certificado de habilitações, outros documentos comprovativos considerados relevantes e documentos comprovativos dos requisitos de admissão.

imprimir
tags
outras notícias