conteúdos
links
tags
Entrevistas
Professora UA – Marta Ferreira Dias, Departamento de Economia, Gestão e Engenharia Industrial e Turismo
“Tenho muito orgulho nos meus estudantes”
Marta Ferreira Dias
Fã dos seus estudantes, fã da Economia, fã da profissão que abraçou há quase duas décadas, Marta Ferreira Dias não dá duas aulas iguais. Tal como a Economia depende de inúmeros fatores, também a condução de cada aula se baseia na multiplicidade dos estudantes que tem à frente e nas “relações pessoais de descoberta e de aprendizagem mútua”. Professora no Departamento de Economia, Gestão e Engenharia Industrial e Turismo (DEGEIT) da Universidade de Aveiro (UA) não se cansa de lhes repetir: “Nunca desistam de aprender e sejam persistentes, todo o dia e todos os dias, para toda a vida”.

Licenciada e mestre em Economia pela Universidade de Coimbra, doutorada na mesma área pela Universidade de Warwick, no Reino Unido, Marta Ferreira Dias, na UA há 16 anos, é professora no DEGEIT onde, atualmente, assume a direção da Licenciatura em Economia.  

Investigadora na Unidade de Investigação em Governança, Competitividade e Políticas Públicas (GOVCOOP), no grupo de investigação em Competitividade, Inovação e Sustentabilidade, Marta Ferreira Dias tem-se dedicado especialmente às economias da energia, do ambiente e social e ao estudo sobre as problemáticas da regulação e concorrência.

Qual é o segredo para se ser bom professor?

Um bom professor é, e sempre foi para mim, mesmo como estudante, alguém que nos motive a saber mais a aprender mais e a descobrir mais. Eu posso dizer que tive muito bons professores e que nessa experiência como aluna me inspiro todos os dias.

O que mais a fascina no ensino?

Nunca me passou pela cabeça ser professora, muito menos universitária. Tudo surgiu espontaneamente e por uma sucessão de acontecimentos, que após todas as aulas, considero felizes…

O que procuro nas aulas que leciono é despertar o olhar interessado dos alunos, por isso me fascina o poder contribuir, mesmo que residualmente, para que alguém queira aprender mais e queira descobrir assuntos novos. Cada aula é baseada em relações pessoais de descoberta e de aprendizagem mútua. Não raras vezes há temas de investigação que me surgem nas aulas, por exemplo. Sendo que neste caso a descoberta é minha…

Eu costumo comentar que não consigo dar duas aulas iguais, mesmo que seguidas, pois dependem muito do grupo que tenho à minha frente. E é poder ter contacto com esse grupo de alunos que me continua a fascinar a todas as aulas no ensino.

Como qualifica a formação em Economia que é dada no DEGEIT?

Aconselho vivamente a formação em Economia da Universidade, quer ao nível da Licenciatura, quer ao novel do 2º ciclo. Ao vir estudar economia para Aveiro o aluno tem a certeza de que vai ser acompanhado por um corpo docente empenhado, dinâmico e com excelente formação científica. Juntamente com o compromisso de formação académica a preocupação é também a formação como ser humano e como profissional para que a transição para o mercado de trabalho seja a mais suave possível. Privilegia-se a relação professor-aluno e a proximidade com os alunos e com o núcleo de estudantes de forma a perceber a cada fase as suas necessidades.

Que grande conselho dá aos seus alunos?

Nunca desistam de aprender… sejam persistentes…todo o dia e todos os dias, para toda a vida. Esta fase que estão a passar na vida universitária é um período que vai permitir criarem as bases necessárias a que o vosso futuro seja sólido… O que sempre repito… aproveitem…

Houve alguma turma que mais a tivesse marcado? Porquê?

À exceção dos primeiros alunos que nos marcam sempre, todos os anos tenho tido experiências diferentes e singulares com alguns alunos. Acontece sempre porque os desafios para atividades novas e singulares às quais todos respondem sempre bem e sempre de maneira diferente. Tenho muito orgulho nos meus estudantes, como não me canso de repetir…

Pode contar-nos um episódio curioso que se tenha passado em contexto de sala de aula ou com estudantes?

Não existe nenhum episódio que queira destacar, mas fiquei muito sensibilizada uma vez que ano ao final do ano recebi uma mensagem de um aluno a agradecer tudo o que tinha aprendido comigo. Sabe muito bem ser reconhecida, apesar de não ser com esse objetivo que a maior parte dos professores trabalha.

descrição para leitores de ecrã
Lembra que, enquanto estudante, teve professores muito bons. E é neles que a professora Marta Ferreira Dias se inspira todos os dias

Traço principal do seu carácter

Persistência.

Ocupação preferida nos tempos livres

Ler com os meus filhos ou sozinha...

O que não dispensa no dia-a-dia

Boa disposição e um café a começar o dia

O desejo que ainda está por realizar

Viajar muito com a família

imprimir
tags
outras notícias