conteúdos
links
tags
Divulgação de Ciência
Antestreia do filme de Daniel Pinheiro no ObservaRia’2017 – Estarreja Birdwatching Fair
Filme com parceria da UA sobre a natureza no Baixo Vouga Lagunar passa na SIC
Filme sobre natureza do Baixo Vouga teve colaboração do DBio (UA)
Promete revelar a natureza do Baixo Vouga Lagunar em todo o seu esplendor. O resultado das filmagens que Daniel Pinheiro efetuou ao longo de um ano, com promoção da Câmara Municipal de Estarreja e revisão científica da Universidade de Aveiro (UA), vai passar num domingo, a 9 de abril, na SIC. Mas a antestreia está marcada para dia 6, no ObservaRia’17 – Estarreja Birdwatching Fair.

Chama-se “Encontro d’Águas – Segredos da Ria e do Baixo Vouga Lagunar”, este documentário de 50 minutos realizado e produzido por Daniel Pinheiro, fotógrafo e realizador, especializado em história natural. Trata-se de uma iniciativa promovida pela Câmara Municipal de Estarreja. A captação de imagens foi feita com duas câmaras, decorreu em vários períodos do ano, acompanhando diversos ciclos biológicos, entre 2015 e 2016, e abordando diversos habitats e a respetiva biodiversidade.

O filme contou com a colaboração da Unidade de Vida Selvagem e da equipa do Herbário, do Departamento de Biologia da UA (Vítor Bandeira, Milene Matos e Rosa Pinho), nas três fases de produção: guião (escolha das espécies e habitats que queremos para o documentário), gravação (realizei várias saídas de campo com professores, investigadores e alunos), e pós-produção (revisão científica dos textos e identificação de espécies).

O documentário, explica Daniel Pinheiro, vai mostrar dois grandes ecossistemas presentes na região: a ria de Aveiro e o Baixo Vouga Lagunar, a forma como interagem e formam habitats únicos em Portugal. Nesses habitats o documentário mostra a vida de várias espécies de fauna e flora e fenómenos que ocorrem ao longo de todo o ano. O equipamento utilizado neste filme, afirma ainda o realizador, tem um padrão de qualidade superior em relação a outras produções que fez em Portugal. Por exemplo o recurso a imagens em câmara lenta, que permitem um detalhe maior em cenas de acção da vida animal. 

Daniel Pinheiro é natural de Anadia e a Ria de Aveiro/Baixo Vouga é um território que conhece bem desde a infância. É licenciado em Comunicação e Design Multimédia, no Instituto Politécnico de Coimbra, mestre em Wildlife Documentary Production, da Universidade de Salford, Inglaterra, onde aprendeu com vários profissionais da Unidade de História Natural da BBC, incluindo Sir David Attenborough, Paul Reddish, Niel Lucas entre outros. Foi técnico de audiovisuais na Fundação Calouste Gulbenkian, entre 2008 e 2010.

As suas produções foram transmitidos em Portugal pela SIC:, RTP e TVI, obtendo recordes de audiência no formato história natural na televisão portuguesa. Foram também premiadas em festivais de cinema portugueses. Participou em várias produções em Portugal, Espanha, Peru, Brasil e Argentina com destaque para a série "Wild Untamed Brazil" National Geographic Channel.

Como fotógrafo de natureza publicou fotos na National Geographic Magazine, NG Website, Terre Sauvage, Asferico, Oasis, The Telegraph e Vanity Fair Itália. Foi distinguido em alguns dos mais prestigiados concursos: National Geographic Photo Contest, Nature Image Awards, Asferico and Oasis Photo Contest. Orador convidado em conferências, escolas e universidades. Em 2012, foi-lhe atribuído o Prémio "Seeds of Science" na Gala da Ciência, devido à relevância científica do seu trabalho e divulgação dos valores naturais.

O realizador, apesar do trabalho desenvolvido, não esconde admiração pela ria de Aveiro e o Baixo Vouga Lagunar e pelo muito que ainda fica por descobrir: "Muito. A quantidade de espécies aqui presente é enorme e daria para fazer uma série de documentários."

imprimir
tags
evento relacionado
 
outras notícias