conteúdos
links
tags
Conferências
Leonor Freitas, sócia-gerente da Casa Ermelinda Freitas, na UA, dia 23 de janeiro, a partir das 14h30
Empresária de sucesso no ramo dos vinhos abre novo ciclo “IEUA Sharing”
Leonor Freitas é oradora na primeira tertúlia da nova fase do
O seu Syrah 2005, considerado o melhor vinho tinto do mundo na edição de 2008 do Vinalies Internationales, e os mais de 700 prémios nacionais e internacionais desde 1999, seriam um bom cartão de visita da Casa Ermelinda Freitas, caso fosse necessária apresentação. Leonor Freitas, sócia-gerente desta que é uma das mais destacadas PME produtoras de vinhos em Portugal, vendendo para mais de 30 países, é a convidada da primeira sessão do novo ciclo do “IEUA Sharing”, promovido pela Incubadora de Empresas da Universidade de Aveiro (IEUA).

A tertúlia, com o título "Partilha de Experiência Familiar", decorre a 23 de janeiro, a partir das 14h30, nas instalações da IEUA, no edifício 1 do campus da UA. A entrada é livre mas sujeita a inscrição (formulário de inscrição).

A vida de Leonor Freitas confunde-se, desde a primeira hora, com a terra e as propriedades da família que a viram nascer. Apesar de uma carreira profissional bem-sucedida na área da saúde, sempre acompanhou de perto o trabalho na terra desenvolvido pelos seus familiares e muito consolidado pelos seus pais, Manuel João de Freitas e Ermelinda Freitas. Optando, em 2004 dedica-se a tempo inteiro a este setor. O seu trabalho tem contribuído para a consolidação da Casa Ermelinda Freitas e para o reconhecimento e divulgação dos vinhos da região da Península de Setúbal, quer a nível nacional quer internacional. Foi com a atual gestão que se deu a grande mudança, criando marcas próprias. Assim, em 1997, iniciou-se um novo ciclo com o “Terras do Pó” tinto, primeiro vinho produzido e engarrafado da Casa Ermelinda Freitas. 

Casa Ermelinda Freitas

Atualmente, a Casa Ermelinda Freitas é uma das maiores produtoras do sector vitivinícola da região de Palmela, produzindo hoje 14 milhões de litros de vinho por ano. Destaca-se a atribuição do prémio de Inovação e Empreendedorismo em novembro de 2008, pelo Ministro da Agricultura. O sucesso e consciência social levou à condecoração de Leonor Freitas pelo então Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, com a Comenda de Ordem de Mérito Agrícola a 10 de Junho de 2009.

Cada prémio conquistado foi também um marco, destacando-se o Syrah 2005 considerado o melhor vinho tinto do Mundo na edição de 2008 do Vinalies Internationales, em Paris.

Hoje, a Casa Ermelinda Freitas possui 440 hectares de vinha, perfazendo um total de 29 castas diferentes, usadas atualmente na Casa Ermelinda Freitas.

Medalhas de Ouro: 287 / Medalhas de Prata: 327 / Medalhas de Bronze: 174.

imprimir
tags
evento relacionado
 
outras notícias