conteúdos
links
tags
Campus
Diretor Tito Trindade congratula os melhores alunos
Estudantes de excelência do Departamento de Química veem o mérito premiado
Tito Trindade e alguns dos estudantes do DQ premiados pelo mérito
Na sequência da atribuição de diversos prémios de mérito académico a alunos do Departamento de Química (DQ) da Universidade de Aveiro (UA), os distinguidos foram felicitados pessoalmente pelo diretor desta unidade orgânica. Com esta iniciativa, Tito Trindade pretendeu “felicitar todos os alunos justamente premiados, presentes e ausentes na receção, bem como reconhecer publicamente o esforço de todos os estudantes”, que com diferentes percursos formativos e contextos muitos diversos, “se distinguem pelo talento, dedicação e trabalho”.

“Os premiados são os dignos embaixadores de valores académicos que no DQ procuramos transmitir aos nossos alunos: rigor, trabalho e ambição por fazer mais e melhor”, sublinha Tito Trindade. É de salientar que este ano, lembra o diretor, “pela primeira vez, foram atribuídos prémios de mérito instituídos pela Sociedade Portuguesa de Química aos alunos com melhor média de entrada na Licenciatura em Química”.

Entre os estudantes distinguidos com bolsa de estudo por terem conseguido ao longo da formação manterem ou superarem a média de 17,5 valores, Diana Hernández, atual estudante do Mestrado em Biotecnologia, garante que as experiências vividas no DQ a prepararam “muito bem, quer a nível académico, quer a nível prático, quer ainda a nível pessoal”.

“Cresci imenso com este curso, ganhei maturidade e sei que tirei partido de todas as oportunidades para expandir o meu conhecimento”, diz a estudante licenciada em Bioquímica no DQ com a média de 18,9 valores.

Bruno Ladeira entrou este ano na Licenciatura em Biotecnologia do DQ com uma média de 19,58 valores. A nota fez dele o melhor caloiro da UA a chegar a Aveiro com uma média igual ou superior a 17,5 e a escolher a UA na primeira opção. O Bruno é por isso um dos mais de 60 caloiros que recebeu uma bolsa equivalente ao valor das propinas.

A escolha pela UA estava há muito feita. Visita constante enquanto aluno do secundário, ao Bruno a UA sempre lhe pareceu “uma Universidade acolhedora e aberta”. Por outro lado, nos últimos anos foi recolhendo uma lista de elogios aos professores, à qualidade do curso e ao DQ.

De Santa Maria da Feira, Valentina Silva chegou este ano à Licenciatura em Bioquímica do DQ com uma média de 18,4 valores. Por ter escolhido a UA como primeira opção, a Valentina recebeu também uma bolsa no valor das propinas.  

“Já conhecia a UA devido a ter participado nos concursos do PmatE e sempre considerei que esta é uma Universidade virada para o mundo”, refere a estudante que decidiu o futuro pela Bioquímica já no final do 12º ano.

De um modo geral, aponta Ricardo Santos, “tenho gostado muito do curso e da UA”. Estudante do 2º ano de Química como uma média acumulada de 18,5 valores, o Ricardo foi um dos vencedores do Prémio entregue pela Sociedade Portuguesa de Química (SPQ). “Quanto ao prémio SPQ e às bolsas que tenho recebido, mostram-me que estou num bom caminho e que o empenho acaba sempre por compensar”, diz. Por outro lado, refere, “também refletem o interesse e a aposta da academia e da SPQ na formação dos estudantes no curso de Química, para que possam surgir jovens com a capacidade de melhorar o futuro”. “Agradeço vivamente estes prémios, pois eles ajudam-me a sonhar mais alto”, diz.

João Abranches, outro dos estudantes do DQ contemplados, está no 2º ano do Mestrado Integrado em Engenharia Química. “Entrei no curso com que sonhava, portanto estou a gostar bastante. Ainda é cedo para avaliar verdadeiramente e com rigor o curso, mas até agora tem correspondido à expetativa que tinha”, reconhece. “As notas estão a ser brilhantes em muito devido ao excelente e interessante currículo do curso”, recorda o estudante. A média acumulada de 19,20 valores valeu-lhe uma bolsa de estudo.

“Este tipo de prémios é uma forma bastante positiva de incentivar os melhores alunos. Além de ser uma excelente ajuda monetária, é uma maneira de congratular e reconhecer o excelente trabalho que nós, estudantes, temos vindo a fazer e que não nos eleva somente a nós, mas também a todos os professores, o curso e a própria Universidade”, reconhece o estudante.

imprimir
tags
outras notícias