conteúdos
links
tags
Distinções
Fernando Correia pede contributos da sociedade
Docente da UA integra a Comissão Nacional do Ano para o Entendimento Global
Fernando Correia, o recém eleito presidente da Fundação Mata do Buçaco
Fernando Correia, docente do Departamento de Biologia (DBio) e coordenador do Laboratório de Ilustração Científica (LIC) da Universidade de Aveiro (UA), passou a integrar a Comissão Nacional de Programa para o Ano Internacional para o Entendimento Global (IYGU). O IYGU pretende produzir conhecimentos profundos, mas aplicáveis, sobre o modo como os povos podem viver juntos de forma mais sustentável. O foco assentará no desenvolvimento de sinergias e estratégias para projetos locais, com alcance global.

O Programa para o Ano Internacional para o Entendimento Global (IYGU), decorre ao longo de todo o ano de 2016, na linha dos Objetivos do Milénio para o Desenvolvimento da ONU e da Década da Educação para o Desenvolvimento Sustentável, nos quais a UNESCO é elemento fulcral.

A missão deste programa assenta assim em três vertentes cruciais: investigação, educação e informação. No âmbito da primeira, reúnem-se investigadores das ciências naturais, das ciências sociais e das humanidades, para, em conjunto, melhor se compreenderem os impactos globais das atividades locais quotidianas. A Educação fará uso dos resultados de investigação promovida em salas de aula de todo o mundo. Por fim, o IYGU fornecerá a Informação resultante e promoverá a partilha de conhecimentos através de publicações (on-line ou outras), jogos de computador e programas de TV.

Em Portugal e em estreito relacionamento com a Comissão Nacional do Programa, a enfâse é colocada em ações concretas e locais, e tem como objetivo maior o poder gerar ideias de programas de investigação e curricula escolares, ajudando a sua viabilização ou amplificando o seu impacto na sociedade, bem como ainda motivar e dar o devido destaque aos exemplos nacionais que encerrem as melhores práticas.

"São vários os projetos e iniciativas que estão já a ser promovidos pelo IYGU, seja na forma de edições de livros ou de interação em prol da promoção da literacia científica ou outras" - refere Fernando Correia - "alguns dos quais com origem no corpo de investigadores do DBio". O coordenador do LIC lança, de seguida, o desafio à sociedade: "É tempo agora de estender este desafio a toda a comunidade e academia aveirenses. Repare-se que funcionamos como uma plataforma para criar e/ou reforçar redes de pessoas, as quais, por vezes, estão a trabalhar de forma isolada e que, assim, poderão integrar redes já implantadas e a operar, as quais lhes permitirão amplificar a visibilidade, bem como aumentar o impacto social do que fazem".

Esta é a ideia basilar que emana do IYGU: promover entendimentos, de forma ativa, e pensar global - conclui Fernando Correia, aproveitando para pedir contributos: "Quem for promotor de projetos para ações locais (região centro) em prol dos objetivos do Ano, que queira partilhar e integrá-las nas atividades do Centro de Ação regional de Portugal do Ano Internacional para o Entendimento Global, pode entrar em contato através do e-mail": fjorgescorreia@sapo.pt.

imprimir
tags
outras notícias