conteúdos
links
tags
Distinções
Ricardo Alexandre Silva, aluno da Licenciatura em Química
Estudante da UA conquista bronze na Olimpíada Ibero-Americana de Química
Ricardo Alexandre Silva (à esquerda) com alguns dos elementos da comitiva nacional presente na Olímpiada Ibero-Americana
É a segunda grande conquista no espaço de três meses. Depois de em julho ter alcançado a medalha de bronze na Olimpíada Internacional de Química, no Azerbeijão, Ricardo Alexandre Santos conquistou outra vez o precioso troféu, desta feita na Olimpíada Ibero-Americana que decorreu este mês no Brasil. Preparado durante meses pelo Departamento de Química (DQ) da Universidade de Aveiro (UA) para representar o país ao mais alto nível nas duas competições, o até agora aluno da Escola Secundária Mário Sacramento, em Aveiro, acrescentou recentemente outra grande conquista: entrou na academia de Aveiro diretamente para o curso com que sempre sonhou, a Licenciatura em Química.

A preparação dos jovens estudantes portugueses nas Olimpíadas Internacionais e nas Olimpíadas Ibero-Americanas de Química está sedeada no DQ da UA desde 2002 e conta com a colaboração de uma equipa alargada. Neste ano letivo, a preparação, estendeu-se de outubro de 2014 a setembro de 2015 –  que incluiu a estadia dos alunos na academia de Aveiro em diversos fins-de-semana e durante as férias da Páscoa –   e teve a participação dos docentes do DQ Maria Clara Magalhães, Diana Pinto, Amparo Faustino, Eduarda Santos, Francisco Avelino Silva e Rita Ferreira, entre outros. Esta equipa contou ainda com a colaboração de Alzira Rebelo, docente do Colégio dos Carvalhos, instituição que preparou os alunos em técnicas laboratoriais básicas.

Recorde-se que Ricardo Alexandre foi o primeiro estudante português a alcançar o pódio na Olimpíada Internacional de Química, uma das provas internacionais mais exigentes e competitivas para os pequenos grandes cientistas de todo o mundo. Nesta prova, para além do Ricardo, a delegação portuguesa foi constituída pelos então estudantes finalistas do ensino secundário Maria Neves Carmona (Colégio Luso-Francês, Porto), Henrique Rui Aguiar (Escola Secundária José Estevão, Aveiro), Francisco Marques (Escola Secundária José Falcão, Coimbra) e pelas docentes do DQ Amparo Faustino e Diana Pinto.

Quanto à Olimpíada Ibero-Americana, além do agora estudante da UA, e entre a comitiva portuguesa, também Maria Neves Carmona, do Porto, conseguiu uma menção honrosa na competição.

imprimir
tags
outras notícias