conteúdos
links
tags
Cultura
Festivais de Outono prosseguem com música de câmara
Recital com soprano, trompa e piano reagendado dia 25 de novembro
A soprano Sara Braga Simões é um dos elementos do trio que inclui ainda piano e trompa
A música de câmara com um invulgar recital de soprano, trompa e piano volta à programação dos Festivais de Outono, promovidos pela Universidade de Aveiro, após ter sido desmarcado por motivos de saúde da soprano. O recital com composições de Schubert, Panseron, Berlioz, Strauss, Eurico Carrapatoso e António Vitorino d'Almeida decorre a 25 de novembro, no Museu de Aveiro, a partir das 21h30.

Apesar da formação com soprano, trompa e piano ser uma formação raramente apresentada em concerto é uma formação marcante e que conta com repertório original. Composições de Franz Schubert, Richard Strauss ou Hector Berlioz são referências, mas também compositores portugueses, como Eurico Carrapatoso e António Victorino d’Almeida, têm dado especial atenção a esta formação.

A soprano Sara Braga Simões venceu vários prémios nacionais e internacionais. A crítica internacional de ópera descreve-a como uma soprano de extensão impressionante (Opera Now) e com um desempenho excecional (Opera Magazine).

A soprano é convidada regular nas temporadas do Teatro Nacional de São Carlos e nos principais teatros, salas de concerto e festivais de música portugueses. Tem-se apresentado, também, em Espanha, França, Inglaterra, Eslovénia, Andorra e Moçambique. Em ópera, interpretou dezenas de papéis principais dos quais se destacam Pamina (A Flauta Mágica), The Governess (The Turn of the Screw, Britten), Gretel (Hänsel und Gretel), Susanna (Le Nozze di Fígaro), Rita (Donizetti), Zerlina (Don Giovanni), Despina (Così fan Tutte), entre dezenas de outros.

O trompista José Bernardo Silva é membro da Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música. Como músico convidado apresentou--se com todas as principais orquestras portuguesas e ainda com a Orquestra Sinfónica de Barcelona e Nacional da Catalunha, Orquestra Sinfónica da Galiza e Orquestra de Câmara Reina Sofia, Espanha. Lecionou em diversas academias e conservatórios e é atualmente professor na Escola Profissional de Música de Espinho e na Universidade de Aveiro. Orientou masterclasses nas principais cidades e escolas do país. Recebeu o 1º prémio no Concurso Internacional Philip Farkas organizado pela Sociedade Internacional de Trompistas em Lahti, Finlândia, em 2002. Apresentou-se também como artista convidado nos 36º e 46º Simpósios da IHS, em Valência e Londres respetivamente.

O pianista Rui Martins obteve o segundo lugar no Concurso Internacional Maria Campina, edição de 1992. Paralelamente à carreira de professor de piano e pianista acompanhador, apresenta-se regularmente em concertos como solista ou em formações de câmara, quer em Portugal, quer no estrangeiro. Destacam-se apresentações no Festival de Saint Malo – França, Festival “Serralves em Festa” da Fundação de Serralves, em Liubliana –Eslovénia, Casa da Música – Porto, Teatro Gil Vicente, Teatro Eunice Muñoz, Europarque, Casa das Artes do Porto, Casa das Artes – Famalicão e ainda em algumas das principais cidades brasileiras. Entre 2001 e 2006 foi pianista acompanhador do Estúdio de Ópera da Casa da Música do Porto. Atualmente, é Professor e Pianista Acompanhador no Conservatório de Música Calouste Gulbenkian, em Braga.

 

Programa 25 de novembro

Concerto de Música de Câmara | Recital de Soprano, Trompa e Piano

(Museu de Aveiro, 21h30)

Sara Braga Simões, Soprano

José Bernardo Silva, Trompa

Rui Dinis Martins, Piano

I

FRANZ SCHUBERT (1797-1828)

Auf dem Strom Op. post. 119 D943

AUGUSTE PANSERON (1795-1859)

Le Cor

HECTOR BERLIOZ (1803-1869)

Le Jeune Pâtre Breton Op. 13

RICHARD STRAUSS (1864-1949)

Alphorn

 

II

EURICO CARRAPATOSO (1962-)

Cinco Melodias em Forma de Montemel

1. Ó bento airoso

2. Mira-me Miguel

3. Anda duérmete niño

4. Se fores ao S. João

5. Ó, menino, ó!

EURICO CARRAPATOSO (1962-)

Duas Porcelanas Musicais

1. O chorinho de mê filh’António

2. O Natal da Nô-Nô

ANTÓNIO VICTORINO D’ALMEIDA (1940-)

Três Canções sobre poemas de José Carlos Gonzalez, op. 91

– Por vezes uma nuvem

– Uma longa despedida

– O malabarista

ANTÓNIO VICTORINO D’ALMEIDA (1940-)

Vocalizo, op. 93

Mais informações sobre a edição de 2014 dos Festivais de Outono: http://www.ua.pt/festivaisdeoutono/2014/.

imprimir
tags
evento relacionado
 
outras notícias