conteúdos
links
tags
Campus
“Português Claro e start-ups: é preciso saber comunicar uma boa ideia”
Linguagem clara esteve em debate no “IEUA Sharing”
Sandra Fisher Martins esteve no IEUA Sharing
As empresas concentram-se em comunicar de forma clara no início da relação com o cliente, “na fase de namoro” em que “tudo é mais fácil”, contudo “não existe manutenção desse empenho em tornar a comunicação fácil.”

A nona edição da segunda temporada do IEUA Sharing contou com a presença de Sandra Fisher-Martins, diretora executiva da Português Claro, e teve lugar dia 3 de fevereiro no Foyer da IEUA.

A Português Claro é uma empresa de consultoria e formação que introduziu o conceito de linguagem clara em Portugal. Desde 2007 ajuda empresas e instituições portuguesas como a Caixa Geral de Depósitos, o Ministério das Finanças e a Zon a comunicar de uma forma mais clara.

Sandra Fisher admite que a luta pelo uso de uma linguagem clara e do design de informação como  forma de ajudar os cidadãos a tomar decisões mais informadas acerca da sua saúde, educação, bem-estar e direitos cívicos nem sempre é fácil. Durante o primeiro ano à frente da Português Claro não obteve lucro e “os primeiros projetos foram insignificantes pois os clientes não queriam arriscar em algo que não conheciam”, afirmou. Depois, “aos poucos, as oportunidades começaram a surgir.”

“Na fase de namoro tudo é mais fácil” 

Segundo Sandra Fisher a maioria das empresas concentra-se em comunicar de forma clara no início da relação com o cliente. Na “fase de namoro tudo é mais fácil”, contudo “não existe manutenção desse empenho em tornar a comunicação fácil.” Outras vezes, a comunicação clara é apenas uma fachada que esconde, por exemplo, contratos difíceis de decifrar. “O que é claro para jurista não é claro para mim, infelizmente muitas vezes a falta de clareza por vezes rende muito dinheiro”, afirmou.

“É preciso acordar o sistema”

“A administração pública tem o dever de comunicar em linguagem clara. Felizmente já se começam a aperceber desta realidade”. As grandes empresas também começam a apostar cada vez mais na clarificação da linguagem pois conseguem um bom retorno deste tipo de investimento. No caso do apoio ao cliente, por exemplo, conseguem aumentar o seu rendimento melhorando a comunicação.

Quando colocada a questão “que mindset devemos ter?”, Sandra Fisher-Martins responde: "Pensarmos que estamos a escrever para a nossa avó".

Sobre o IEUA Sharing

O IEUA Sharing é um evento mensal de partilha de conhecimento e de experiências de empreendedorismo. Realiza-se na Incubadora de Empresas da Universidade de Aveiro, no foyer do Edifício 1 do Campus Universitário de Santiago, na primeira segunda-feira de cada mês, entre as 18h00 e as 19h30, e está aberto a todos os interessados em debater o tema proposto pelo orador convidado.

Sabe mais em: www.ua.pt/ieua

imprimir
tags