conteúdos
links
tags
Ensino e Formação
Docente no Conservatorium van Amsterdam
Pierre Mak orienta Masterclasse de canto na UA
Pierre Mak, música
O Departamento de Comunicação e Arte da Universidade de Aveiro (DeCA) acolhe, de 18 a 20 de abril, Pierre Mak, professor no Conservatorium van Amsterdam, para uma masterclass de canto. As inscrições, limitadas a 11 participantes, decorrem até 31 de março. No último dia será realizado um recital com todos os participantes.

Os interessados em participar devem formalizar a candidatura através do envio de um email para cursopierremak@gmail.com indicando o nome, contacto telefónico, a modalidade em que se inscrevem (ouvinte ou participante), se são alunos da UA ou participantes externos.

Para os ouvintes, o preço varia entre os 15 (UA) e os 20 euros (externos). Os participantes pagam 110 euros, se forem membros da comunidade UA, ou 140, no caso de serem externos.

Sobre Pierre Mak

Pierre Mak, barítono, é natural da Holanda. Estudou nos conservatórios de Zwolle e Utrecht, no Mozarteum de Salzburgo e na Schola Cantorum na Basiléia. Participou em masterclasses com Elisabeth Schwarzkopf e Robert Holl. Para além disso, foi aluno de Aafje Heynis, Diemer Henny e Honig Margreet.

Pierre Mak tem uma intensa atividade como solista em apresentações de Oratória. As Paixões de Bach, um grande número de oratórios do século XIX (incluindo o Requiem de Fauré, Brahms 'Ein Deutsches Requiem', Elias e São Paulo de Mendelssohn) e alguns do século XX (incluindo Carmina Burana de Orff) fazem parte do seu reportório. Deu também vários recitais nos quais se destacam o seu repertório preferido, a canção romântico-alemã e francesa.

Durante os últimos anos o seu trabalho tem-se expandido à música contemporânea. Apresentou novas peças de Caroline Ansink e Joost Kleppe que foram estreadas numa série de óperas de bolso "Arne Werkman”.

No outono de 2007, estreou com um grande sucesso a ópera “Reigen”, de Philippe Boesmans, numa produção da Operastudio Nederland, onde interpretou o papel de Der Gatte. Algum tempo depois, voltou a interpretar o mesmo papel, nesta mesma produção, mas desta vez no Théâtre de la Bastille, em Paris.

Em 2009 participou na reconstrução de “Granida” de P. C. Hooft no Ipermestra Foundation. Recentemente trabalhou numa produção da Fundação Internacional de Ópera, na opereta “Die Fledermaus”, de Johann Strauss, interpretando o papel de Franck. Este espectáculo, com direção de Hans Nieuwenhuis, foi apresentado em vários teatros holandeses.

Como pedagogo, Pierre Mak desenvolveu um importante estudo sobre o funcionamento do sistema respiratório no canto. É ainda professor de canto no Conservatório Swelinck de Amesterdão.

 

imprimir
tags
evento relacionado
 
outras notícias