conteúdos
links
tags
Campus
1.ª fase do Concurso Nacional de Acesso
UA preenche 97 por cento das vagas
A Universidade de Aveiro (UA) preencheu 97,37 por cento das 2168 vagas que colocou a concurso na 1.ª fase do Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior.

No ensino universitário, onde a UA teve a concurso 36 licenciaturas e mestrados integrados, a UA preencheu 97,97 por cento das vagas. De referir que 54 dessas vagas dizem respeito à Licenciatura em Música, cujo acesso foi feito através de concurso local.

Já no ensino politécnico, a Escola Superior de Design, Gestão e Tecnologias da Produção Aveiro-Norte (ESAN) preencheu a totalidade das vagas. O pleno foi igualmente alcançado pela Escola Superior de Saúde da Universidade de Aveiro (ESSUA). O Instituto Superior de Contabilidade e Administração da Universidade de Aveiro (ISCA) preencheu 93,84 por cento das vagas e a Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda (ESTGA) preencheu 89,73 dos lugares colocados a concurso.

Química, Design, Engenharia Informática, Biotecnologia, Engenharia e Gestão Industrial foram os cursos onde ficaram colocados candidatos com maiores médias de entrada. Por outro lado, Gestão (165,2), Engenharia Biomédica (163,0) e Engenharia Informática (162,5) foram os três cursos da Universidade com as maiores classificações do último colocado, todas acima dos 16 valores, na escala de zero a 20.

O número de estudantes colocados em primeira opção com 175 ou mais pontos foi de 79. Recorde-se que na UA estes alunos recebem uma bolsa de mérito académico igual ao valor da propina.

Luís Filipe Castro, vice-reitor da UA, faz um balanço muito positivo da 1.ª fase do Concurso Nacional de Acesso. “A Universidade de Aveiro obteve um desempenho excelente na primeira fase do Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior. De facto, observou-se a existência de candidatos com elevadas classificações em diversos cursos e a excelente atratividade dos cursos ministrados na Universidade ficou bem patenteada nos mais de 2 300 candidatos que escolheram um curso da Universidade em primeira opção”, referiu.

Numa análise mais pormenorizada, Luís Filipe Castro realça o facto de que “no Ensino Universitário, a Universidade de Aveiro dispõe ainda de 28 vagas, para a seguinte fase”. Essas vagas estão distribuídas pelos cursos de Engenharia do Ambiente (9 vagas), Engenharia Eletrónica e Telecomunicações (6 vagas), Geologia (6 vagas), Meteorologia, Oceanografia e Geofísica (3 vagas), Engenharia Computacional (2 vagas) e Biologia e Geologia (com 2 vagas).

“Já no Ensino Politécnico existem somente vagas nos cursos de Engenharia Eletrotécnica da ESTGA – Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda (com 15 vagas)  e Contabilidade do ISCA-UA – Instituto Superior de Contabilidade e Administração da Universidade de Aveiro (com 11 vagas no regime de ensino a distância e 1 vaga no regime pós-laboral)”, destaca o vice-reitor, acrescentando que “no Ensino Politécnico sobressaíram a ESAN – Escola Superior de Design, Gestão e Tecnologias da Produção de Aveiro-Norte e a ESSUA – Escola Superior de Saúde de Aveiro cujos cursos obtiveram 100 por cento de colocações”.

Em nome de toda a equipa reitoral, Luís Filipe Castro felicita todos os colocados na Universidade. “Desejamos-lhes o maior sucesso possível nesta nova etapa da sua vida. Aguardamos com ansiedade para os conhecer e receber nesta família que é a Universidade de Aveiro!”

imprimir
tags