conteúdos
links
tags
Conferências
DEGEIT promoveu debate a 18 de março
Candidatos ao Parlamento Europeu apontam na UA estratégias para o Turismo
Que política Europeia para o Turismo? A pergunta serviu de mote ao debate entre os candidatos ao Parlamento Europeu António Marinho e Pinto (PDR), Cláudia Monteiro de Aguiar (PSD), Manuel Pizarro (PS), Marisa Matias (BE), Miguel Viegas (CDU), Paulo Sande (Aliança) e Pedro Mota Soares (CDS) e que, a 18 de março, encheu o Anfiteatro do Departamento de Ambiente e Ordenamento da Universidade de Aveiro.

O debate, relembra Carlos Costa, diretor do Departamento de Economia, Gestão, Engenharia Industrial e Turismo (DEGEIT) da UA, “teve como objetivo criar um espaço de discussão em torno daquele que é um dos sectores mais importantes para a economia e sociedade em Portugal, e para o qual existe ainda muito pouca discussão técnica, científica e política, nomeadamente em termos europeus.

Com esta sessão promovida pelo DEGEIT foi possível concluir que há consciência de que a construção de políticas na área do Turismo, dispersas pelos países, não deve inibir a elaboração de uma política Europeia que organize e coordene o setor do Turismo. A inexistência de políticas de turismo ao nível da União Europeia favorece os países emissores, responsáveis por controlarem a maior parte das operações turísticas, nomeadamente os transportes aéreos e os operadores turísticos.

descrição para leitores de ecrã
Candidatos lembraram que pela primeira vez existe um quadro comunitário com financiamento exclusiva para a área do Turismo

Foi ainda debatida a necessidade de se aprofundar uma política Europeia que privilegie a sustentabilidade dos destinos turísticos, de forma a se preservarem as economias e as produções locais.

Mais ainda, lembra Carlos Costa, “torna-se cada vez mais importante que se criem políticas Europeias que promovam a criação de trabalho apoiado em recursos humanos qualificados, salários elevados e igualdade de género”. Nesse sentido, “foi enfatizada a importância das Universidades Portuguesas na criação de recursos humanos qualificados que promovam a inovação e o desenvolvimento de novos produtos”.

Os candidatos ao Parlamento Europeu destacaram o facto de pela primeira vez existir um quadro comunitário que integra uma linha de financiamento exclusiva para a área do Turismo. O quadro comunitário Horizonte Europa (2021-2027) foi aprovado a 14 de dezembro de 2018 e tem uma linha orçamental de 330 milhões de euros para o turismo sustentável.

Assistiram ao debate, no próprio dia, 577 pessoas, 220 presencialmente e 357 através do canal YouTube de transmissão em direto. O debate ficou gravado no YouTube e poderá ser visualizado aqui

 

 

 

imprimir
tags
outras notícias