conteúdos
links
tags
Entrevistas
Professores UA - Augusto Lopes, Departamento de Engenharia de Materiais e Cerâmica (DEMaC)
“Lutem pelos vossos sonhos investindo continuamente na vossa formação”
O impacto que o professor tem na vida de tantos jovens e o desafio contínuo de encontrar formas interessantes e simples de transmitir conceitos mais ou menos complexos, são dois dos motivos que o fazem mover na atividade docente. Augusto Lopes, diretor do Mestrado Integrado em Engenharia de Materiais, considera que um bom professor é aquele que “consegue, de uma forma cativante, ajudar no processo de aquisição de competências”.

Como define um bom professor?

Um professor é aquele que ajuda a adquirir as ferramentas necessárias à interpretação daquilo que se passa à nossa volta, de modo a podermos intervir de forma consciente e não sermos meros espectadores do que acontece. Um bom professor é alguém que consegue, de uma forma cativante, ajudar neste processo de aquisição de competências.

O que mais o fascina no ensino?

Essencialmente dois fatores: o impacto que temos na vida de tantos jovens e o desafio contínuo de encontrar formas interessantes e simples de transmitir conceitos mais ou menos complexos.

Como qualifica a formação que é dada aos estudantes nos cursos (curso) a que está ligado?

É sempre difícil ser imparcial em causa própria, mas considero que a formação fornecida no Mestrado Integrado em Engenharia de Materiais é de elevada qualidade, como mostra a taxa de empregabilidade dos nossos alunos (que é virtualmente 100%) e o sucesso das carreiras profissionais dos alunos formados pelo Departamento de Engenharia de Materiais e Cerâmica ao longo de mais de 40 anos. Para isto, muito tem contribuído o esforço contínuo de melhoria e de adaptação do curso às novas necessidades dos alunos e do mercado de emprego, como é o exemplo da reestruturação curricular realizada há dois anos.

Se quisesse dar conselho aos seus alunos, que conselho daria?

Lutem pelos vossos sonhos investindo continuamente na vossa formação.

Houve alguma turma que mais o tivesse marcado? Porquê?

Todas as turmas têm alunos que nos marcam pelo seu entusiasmo em aprender, pelas dificuldades que conseguiram superar, pela sinceridade, boa-disposição, etc.

Pode contar-nos um episódio curioso que se tenha passado em contexto de sala de aula ou com estudantes?

Neste momento, só me lembro de um. Esse episódio ocorreu há alguns anos, quando estava à espera dos alunos para uma aula e, após 15 minutos, ainda não tinha qualquer aluno na sala. Foi só nessa altura que me apercebi que estava na sala errada. Felizmente, ainda consegui dar a aula na sala correta.

descrição para leitores de ecrã
Entre outros desejos por realizar, Augusto Lopes refere: dar continuidade às lições (como aluno) de baixo elétrico.

 

IMPRESSÃO DIGITAL

Traço principal do seu carácter

Responsabilidade, curiosidade e entusiasmo.

Ocupação preferida nos tempos livres

Ler, ouvir música e fazer desporto

O que não dispensa no dia-a-dia

O café antes de começar a trabalhar e várias vezes durante o dia.

O desejo que ainda está por realizar

Tantos projetos ainda por realizar: ler os livros que já comprei, mas ainda não li; dar continuidade às minhas lições (como aluno) de baixo elétrico; terminar uns projetos pessoais de programação e domótica; retomar a prática regular de desporto…

imprimir
tags
outras notícias