conteúdos
links
tags
Conferências
Auditório do DEGEIT cheio para duas aulas abertas sobre como fazer a diferença na comunidade local
Responsabilidade Social Corporativa no DEGEIT
Luís Roberto falou de responsabilidade social das empresas
Luís Roberto, vice-presidente do Grupo de Reflexão e Apoio à Cidadania Empresarial (GRACE), deu duas aulas abertas no DEGEIT (em 12-11-2018), da Universidade de Aveiro (UA), para 170 participantes, sobre Responsabilidade Social Corporativa. A primeira sessão foi em inglês e a segunda foi em português, tendo podido contar assim com contributos valiosos também de alunos internacionais - incluindo da Letónia, Polónia, Alemanha e Brasil.

As sessões pretendiam demonstrar a importância crescente da área da Responsabilidade Social Corporativa para as empresas. Na verdade, e segundo Luís Roberto, já não se trata de querer ou não estar com iniciativas nesta área – é sim uma obrigação para quem quer ter sucesso e projeção para a sua empresa!

Portugal está bem posicionado na área da Responsabilidade Social Corporativa e num estudo de há dois anos, envolvendo 83 países, Portugal está no Top 25.

A Responsabilidade Social Corporativa envolve investimentos e custos e por isso tem que envolver a liderança de topo que é quem vai autorizar as intervenções para ajudar a comunidade local. O Departamento de Economia, Gestão, Engenharia Industrial e Turismo (DEGEIT) da UA não é exceção e o seu diretor, Carlos Costa, considera este tipo de iniciativas fundamentais para o desenvolvimento do tipo de aluno que pretendemos na UA – informados, e com os valores certos de querer até “salvar o mundo”!

Ora, para “salvar o mundo” temos que atuar acima de tudo na nossa comunidade local. Não faz sentido, segundo Luís Roberto, uma empresa de Faro desenvolver ações em Viana do Castelo. Nem faz sentido uma empresa que faz fraldas para bebes promover eventos para indivíduos da terceira idade – tem, sim, que agir junto de crianças pequenas. As iniciativas devem também ambicionar atingir grandes clusters de pessoas e não somente três ou quatro pessoas.

O GRACE tem 164 membros associados e é a maior organização do género em Portugal e uma das maiores na Europa. Desde a sua fundação, há 18 anos, o GRACE tem acompanhado a forte evolução na área da Responsabilidade Social Corporativa em Portugal, e na Europa, a que temos assistido.

A Responsabilidade Social Corporativa é voluntária e assenta sobre fazer negócios de forma diferente. A sua implementação na empresa envolve quatro passos distintos – Planear, Agir, Avaliar, e Melhorar. O último passo, para Luís Roberto, é difícil para gestores portugueses pois envolve admitir o que pode e deve ser melhorado na empresa.

Falou-se dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e dos seis prioritários para Portugal, segundo o governo português – onde a educação de qualidade está incluída.

O docente regente da unidade curricular Manuel Au-Yong Oliveira agradece aos alunos que vieram e que muito dignificaram o DEGEIT e a UA. Quer pela sua presença, quer pelas suas questões colocadas ao Orador convidado durante as sessões.

A quem não pôde estar presente convida-se a ver vídeo das sessões: https://www.youtube.com/watch?v=pBqe8JD62QE

imprimir
tags
outras notícias