conteúdos
links
tags
Cultura
“¡Viva Lorca!” nos Festivais de Outono, a 14 de novembro, 21h30, no Museu de Aveiro
Celebração de Lorca com o coro Voz Nua e a guitarra de Pedro Rodrigues
O coro Voz Nua vai atuar nos Festivais de Outono
“¡Viva Lorca!” é um concerto inteiramente dedicado à poesia de Federico García Lorca, o genial poeta e dramaturgo espanhol que, apesar do seu precoce desaparecimento, inspirou múltiplos movimentos artísticos em torno da sua obra. Neste concerto, a 14 de novembro, 21h30, no Museu de Aveiro/Santa Joana, participam o coro Voz Nua, dirigido pela maestrina Aoife Hiney, e Pedro Rodrigues, na guitarra.

Nas asas da poesia de Lorca pairam as músicas de compositores tão ilustres, tão cativantes e simultaneamente tão díspares como Ivan Moody, Reginald Smith Brindle, Mario CastelnuovoTedesco e Einojuhani Rautavaara. Entre vozes, encontramos uma guitarra e relembramos Lorca: “La guitarra, hace llorar a los sueños.”

Coro Voz Nua

O coro de câmara Voz Nua foi fundado em 2012, inicialmente no âmbito de um projeto académico de curto prazo que acabou por se estender. Em 2016 constituiu-se como associação cultural sem fins lucrativos e em 2017 aumentou a sua atividade, constituindo mais três coros (o Voz Pop, o coro juvenil Novas Vozes e o coro infantil Voz Nua Júnior) para diversas faixas etárias, e organizando um festival internacional de coros (o FICA). Voz Nua é um coro comunitário aberto a todos os que querem cantar, sem a necessidade de formação prévia na área da música, o que tem resultado num grupo heterogéneo de várias idades, experiências e nacionalidades.

Aoife Hiney - maestrina

Aoife Hiney é a maestrina dos 4 coros que pertencem à Associação Voz Nua. Concluiu o Doutoramento em Música e o Mestrado em Música (Performance – Direção Coral) da Universidade de Aveiro. É ainda detentora de um Honours Degree em Educação Musical, do Trinity College, Dublin. Participou em vários cursos de direção coral na Irlanda, Brasil, Hungria, Portugal e Espanha. Foi maestrina assistente do coro de câmara New Dublin Voices, várias vezes premiado a nível internacional.

Atualmente, Aoife Hiney é investigadora de pós-doutoramento na Universidade de Aveiro e investigadora integrada no INET-md (Instituto de Etnomusicologia – Centro de Estudos em Música e Dança). É diretora artística do FICA (Festival Internacional de Coros, Aveiro) e Associate Director do festival coral ZêzereArts, bem como co-coordenadora do LABEAMUS, o Laboratório de Ensino e Aprendizagem de Músicas da Universidade de Aveiro, e membro da equipa editorial do ÍMPAR – Online Journal for Artistic Research.

Pedro Rodrigues - guitarra

Vencedor do Artists International Auditions (Nova Iorque), Concorso Sor (Roma), Prémio Jovens Músicos e premiado nos concursos de SalieriZinetti, Paris, Montélimar, Valencia, Sernancelhe entre outros, Pedro Rodrigues concluiu em 2011 o Doutoramento na Universidade de Aveiro, sob a orientação de Paulo Vaz de Carvalho e Alberto Ponce, como bolseiro da Fundação para a Ciência e Tecnologia. Apresentou-se a solo em salas de grande notoriedade internacional e estreou mais de 60 obras dos mais importantes compositores portugueses como João Pedro Oliveira, Cândido Lima, Isabel Soveral, Sara Carvalho, António Sousa Dias, Carlos Caires entre outros. É convidado com regularidade para lecionar masterclasses em conservatórios e universidades na Europa, América do Norte e Sul, África e Ásia. As suas transcrições e edições estão editadas pela Mel Bay Publications, AVA Editions e Notação XXI. É Professor Auxiliar no Departamento de Comunicação e Arte da Universidade de Aveiro.

“¡Viva Lorca!”  

14 de novembro quarta-feira, 21h30, Museu de Aveiro

Coro Voz Nua

Pedro Rodrigues, guitarra

Programa

Ivan Moody (n. 1964)Trilogy (settings de Arqueros, Noche e Pueblo de Lorca) - estreia absoluta

Reginald Smith Brindle (1917-2003) El Polifemo de Oro (guitarra solo)

Einojuhani Rautavaara (1928 - 2016)Suite de Lorca (4 andamentos)

Mario Castelnuovo-Tedesco (1895-1968)Romancero Gitano (Coro e guitarra)

imprimir
tags
evento relacionado
 
outras notícias