conteúdos
links
tags
Cultura
"Desvão" apresenta-se a 21 e 22 de setembro no Teatro Aveirense
GrETUA prepara nova produção teatral e reformula instalações
Um
Num momento de balanço, de mudança, mas não de paragem, ao contrário do que acontece a quem tem atividade na área do ensino, o Grupo Experimental de Teatro da Universidade de Aveiro (GrETUA) está a montar uma nova produção teatral e a remodelar as suas instalações. “Desvão”, assim se intitula o trabalho que estará em palco a 21 e 22 de setembro, no Teatro Aveirense, a partir das 21h30, resulta de uma coprodução desta estrutura municipal, da Câmara Municipal de Aveiro e do GrETUA. Um novo e grande desafio para o GrETUA.

Resultando de uma coprodução com o teatro municipal e a autarquia, pode dizer-se que “Desvão” é um tijolo numa estrutura em construção que é a aposta da autarquia na produção profissional em Aveiro. Por outro lado, é algo inédito porque será apresentado em duas versões, uma no Teatro Aveirense, outra no Espaço GrETUA. “Se o desafio já era grande (montar o espetáculo no Teatro Aveirense), passou a sê-lo a dobrar, porque não estamos a levantar um espetáculo apenas para uma sala como a do Teatro Aveirense. Estamos a levantá-lo para ser um (grande) espetáculo tanto lá (Teatro Aveirense) como cá (Espaço GrETUA). Será a primeira vez em quarenta anos de história”, comenta Bruno dos Reis, diretor artístico do GrETUA.

O espetáculo contará, também, com alunos da UA que fizeram o Curso de Formação do GrETUA.

Quanto ao conteúdo, a sinopse levanta um pouco do véu. “’Desvão’ é o corolário do trabalho que o GrETUA tem vindo a desenvolver nos mais recentes anos. Seguindo as mesmas linhas exploratórias que "Perguntem ao Porteiro" e "Peignoir", ‘Desvão’ é ainda e também um ensaio profundamente humano sobre a crise existencialista que assola o nosso século. Num mundo cada vez mais desiludido, sem propósito e indiferente aos seus indivíduos, surge um género de nostalgia heroica que é o ideário da nossa infância: os protagonistas das bandas-desenhadas, e os heróis dos videojogos, os deuses possíveis de uma Era, onde os homens são já o seu crepúsculo.”

O GrETUA aproveitou ainda este período para obras de remodelação no seu espaço. O objetivo é dotar o GrETUA de capacidades técnicas para acolher espetáculos mais facilmente, informa o diretor artístico. A otimização da rede elétrica, bem como a substituição inteira do palco, já foi concluída. Até final de setembro, será ainda pintada a caixa negra por inteiro. Quanto aos melhoramentos acústicos, ficarão para outra ocasião. O Espaço GrETUA passará a incluir também um espaço de escritório e de apoio administrativo.

Trata-se de uma remodelação e adaptação às atuais exigências e dinâmica que o grupo tem imprimido. O grupo conta mais de 40 atividades distintas desde o início do ano e mais de 1100 espectadores por mês.

Bilhetes: 7 euros (público em geral); 4,5 euros (estudantes da UA).

“Desvão” - Ficha Artística:

- Texto | Bruno dos Reis

- Encenação | Bruno dos Reis e Nuno dos Reis

- Interpretação | João Tarrafa, Nuno dos Reis, Sheila Carneiro, Teresa Queirós

- Música Original | Hugo Correia

- Coprodução: Teatro Aveirense | Câmara Municipal de Aveiro | GRETUA

 

imprimir
tags
evento relacionado