conteúdos
links
tags
Distinções
Portugal é o terceiro país mais representado na Orquestra da UE
Três alunos da UA escolhidos para a Orquestra de Jovens da UE e dois para a Gustav Mahler
Francisco Lourenço, Pedro Marques, Carlos Domingues e António Pereira
Três alunos da classe de viola d’arco da Universidade de Aveiro (UA), alunos do professor António Pereira, foram selecionados para a Orquestra de Jovens da União Europeia num conjunto de 12 jovens músicos portugueses escolhidos como efetivos. A estes, somam-se mais 10 jovens portugueses escolhidos para músicos suplentes desta orquestra. Entre efetivos e suplentes, os 22 escolhidos totalizam o melhor resultado de sempre na seleção de jovens músicos portugueses para esta orquestra. Portugal foi assim o terceiro país mais representado, só superado pelo Reino Unido e pela Espanha.

Estes três alunos da Licenciatura em Música, Carlos Domingues, Francisco Lourenço e Pedro Marques, fazem da UA a instituição portuguesa com maior número de representantes nesta orquestra. 

Portugal faz parte da Orquestra de Jovens da União Europeia desde 1986, sendo a Direção Geral das Artes a entidade responsável, anualmente, pelas audições em Portugal. As audições preliminares decorreram entre 3 e 5 de novembro, no Conservatório de Música do Porto, e a 11 e 12 de novembro, no Teatro Nacional de S. Carlos, em Lisboa. 

Para a audição final, a 30 de novembro, na Casa da Música, foram selecionados 36 jovens músicos.

descrição para leitores de ecrã
Francisco Lourenço, Carlos Domingues, António Pereira (professor) e Pedro Marques

Entretanto, para uma outra orquestra juvenil, a Orquestra Jovem Gustav Mahler, foram também selecionados dois jovens violetistas alunos da UA, Francisco Lourenço (efetivo) e Fabrice Carneiro (suplente), sendo que o primeiro tinha sido selecionado também para a Orquestra Jovem da União Europeia.
 
Mais informações sobre a seleção de jovens músicos para a Orquestra de Jovens da União Europeia: https://www.dgartes.gov.pt/pt/node/1206#overlay-context=pt/node/1206.

Estes três alunos da Licenciatura em Música, Carlos Domingues, Francisco Lourenço e Pedro Marques, fazem da UA a instituição portuguesa com maior número de representantes nesta orquestra.

 

Portugal faz parte da Orquestra de Jovens da União Europeia desde 1986, sendo a Direção Geral das Artes a entidade responsável, anualmente, pelas audições em Portugal. As audições preliminares decorreram entre 3 e 5 de novembro, no Conservatório de Música do Porto, e a 11 e 12 de novembro, no Teatro Nacional de S. Carlos, em Lisboa.

 

Para a audição final, a 30 de novembro, na Casa da Música, foram selecionados 36 jovens músicos.

imprimir
tags
outras notícias