conteúdos
links
tags
Campus
Organização destaca a qualidade das 13 provas das quais de escolheram três
Investigadora do CIDTFF membro do júri do Concurso “Geração +”
Júri do Concurso
Maria José Loureiro, investigadora do Centro de Investigação em Didática e Tecnologia e Formação de Formadores (CIDTFF) e professora requisitada no Centro de Competência TIC da Universidade de Aveiro (ccTICua), integrou o júri do Concurso “Geração +”. Tratou-se de eleger os três melhores trabalhos apresentados pelas escolas profissionais do Grupo "Rumos Educação: sete pólos das escolas Profitecla, Escola Digital, Escola Ruiz Costa e Escola Profissional de Braga (EPB).

Este ano, foram a concurso 13 PAP (Provas de Aptidão Profissional) de enorme qualidade  e elevado nível profissional, segundo a organização. As 13 provas foram os trabalhos vencedores nas escolas presentes, tendo sido selecionadas de entre os cerca de mil projetos finais apresentados nas diversas escolas.

Os trabalhos "demonstram bem aquilo de que são capazes os jovens portugueses", afirma a organização, em áreas tão distintas como o multimédia, turismo, informática, saúde, e outras áreas de serviços civis e sociais. A etapa final deste ano decorreu na  EPB, no dia 4 de outubro.

Venceram o concurso da edição de 2017: 

i) um trabalho que consistiu numa apelativa e interessante Aplicação para Smartphone sobre a cidade de Lisboa, seus encantos e recantos que concilia a gamificação, georreferenciação e programação, Projeto da Escola Digital;

ii) uma proposta de criação de um parque de campismo ecológico  completamente auto-sustentável e com todos os serviços previstos, cujas tendas temáticas são suspensas, Projeto da Escola Profitecla, polo de Lisboa;

iii) uma plataforma para gestão de conteúdos e de postos de trabalho em situações de formação, na qual o tutor/professor, por controlo remoto pode, numa discreta chamada de atenção, desligar o écrã do formando/aprendente distraído que está a navegar nas redes sociais ao invés de elaborar as tarefas da sessão, Projeto da Escola Ruiz Costa.

Os três trabalhos eleitos foram contemplados com um cheque de mil euros que pode também ser convertido em materiais que os alunos pretendam adquirir para os seus projetos, propinas em Universidades à escolha do premiado...

A organização saúda todos os candidatos "pelo caráter inovador e qualidade das propostas, os professores orientadores e as escolas, pela louvável iniciativa".

imprimir
tags
outras notícias