conteúdos
links
tags
Investigação
Projeto começa no final de 2017
Investigadora do DBio e CESAM integra projeto europeu em bio(nano)materiais
Mónica Amorim coordena projeto europeu
Mónica Amorim, investigadora do Departamento de Biologia (DBio) e do Centro de Estudos do Ambiente e do Mar (CESAM), é a investigadora principal da equipa portuguesa de um Projeto Europeu recentemente aprovado no âmbito do Horizonte 2020. O projeto vai desenvolver-se na área da nanotecnologia, materiais avançados, biotecnologia e produção (NMBP12: "Development of a reliable methodology for better risk management of engineered biomaterials in Advanced Therapy Medicinal Products and/or Medical Devices").

O projeto “BIORIMA - BIOmaterial RIsk Management” conta com um financiamento global de cerca de oito milhões de euros.

É coordenado pelo Institute of Occupational Medicine (IOM), do Reino Unido, em Edimburgo. É um projeto que envolve 43 parceiros de 13 países europeus, bem como parceiros do Brasil, China, Japão e EUA.

A equipa portuguesa é responsável pelo Work-Package 4, onde se faz a avaliação ecotoxicológica destes novos materiais usados em aplicações biomédicas. A avaliação do impacto ambiental inclui vertebrados e invertebrados, com foco em espécies usadas em testes padronizados, por exemplo, através de protocolos OCDE para a implementação em avaliação de risco.

Os trabalhos na UA incidirão mais especificamente no ambiente terrestre, avaliando o impacto dos materiais biomédicos em invertebrados, usando ensaios de toxicidade aguda e crónica. O objetivo global deste projeto é adaptar e ou desenvolver metodologias para a avaliação do risco destes materiais.

imprimir
tags
outras notícias