conteúdos
links
tags
Distinções
Academia aveirense melhora ou mantém prestação em quase todos os tópicos
UA melhora na avaliação do U-Multirank liderando investigação entre universidades nacionais
Campus da UA
A Universidade de Aveiro (UA) melhora na esmagadora maioria dos indicadores na mais recente avaliação do U-Multirank, patrocinado pela Comissão Europeia, e encabeça a lista nacional de universidades segundo o tópico “Investigação”. “Investigação” é um dos cinco tópicos, com “Ensino e aprendizagem”, “Transferência de Tecnologia”, “Internacionalização” e “Articulação com a região”, que fundamenta esta avaliação. Foram avaliadas 23 instituições de ensino superior em Portugal, sendo 18 delas universidades.

Comparando a avaliação anterior com a mais recente, salienta-se a manutenção ou melhoria na esmagadora maioria dos indicadores em que subdividem os cinco principais tópicos de avaliação.

Para além de surgir em primeiro lugar entre as 18 universidades nacionais, de acordo com o tópico “Investigação”, na área “Ensino e Aprendizagem” a UA surge na terceira posição e, em quinto, na “Internacionalização. No cômputo geral nacional, a academia aveirense é uma das cinco com melhor prestação.

De assinalar que a UA obteve “Very Good” em quatro dos dez indicadores do tópico “Investigação”: “número de publicações (valor normalizado)”, “receita proveniente da investigação”, “resultados da investigação nas artes” e “número de lugares de pós-doutoramento”. O mesmo resultado foi conseguido em dois dos indicadores, sob o tópico “Internacionalização”: “internacionalização no corpo docente (percentagem do corpo docente total)” e “publicações em parceria internacional (percentagem das publicações totais)”. A UA foi também avaliada com “Very Good” no indicador “spin-offs”, no tópico “Transferência de Tecnologia”.

O U-Multirank resulta de um consórcio de instituições europeias patrocinado pela Comissão Europeia, coordenado pelo Centro de Estudos de Políticas do Ensino Superior (CHEPS), da Universidade de Twente, e pelo Centro de Ensino Superior (CHE), na Alemanha. A parceria envolve ainda o Centro para os Estudos de Ciência e Tecnologia da Universidade de Leiden, o Centro Internacional para Investigação e Empreendedorismo, Tecnologia e Gestão da Inovação (INCENTIM), na Universidade Católica de Lovaina, a editora Elsevier, a Fundação Bertelsmann e a empresa de software Folge 3.

imprimir
tags
outras notícias