conteúdos
links
tags
Campus
Obras começam em novembro e terminam em junho de 2015
Complexo das Ciências de Comunicação e Imagem: o novo edifício da UA
Recital de percussão no DeCA
A partir de 2015 a Universidade de Aveiro (UA) vai contar com mais um edifício: o Complexo das Ciências de Comunicação e Imagem (CCCI), que se vai localizar no terreno contíguo ao Departamento de Comunicação e Arte (DeCA). E também o atual edifício do DECA vai sofrer obras de requalificação. Estas obras resultam de um contrato assinado entre a UA e o Governo no âmbito do eixo V do Programa Operacional Temático de Valorização do Território (POVT), destinado a financiar intervenções de “equipamentos estruturantes do Sistema Urbano Nacional”. As obras da UA fazem parte de dois de sete projetos de intervenção em instituições de ensino superior selecionados no país.

O Complexo das Ciências de Comunicação e Imagem será composto pela requalificação do edifício existente do DeCA e pela construção do novo espaço, havendo contiguidade e ligação física entre ambos.

Para o diretor do Departamento, António Vassalo Lourenço, a construção do novo edifício e a requalificação do existente são uma “notícia muito importante para o DeCA” pois “este departamento tem aumentado a sua oferta formativa e o número de alunos nos últimos anos, com os consequentes problemas de gestão de espaço”, explicou.

Assim, a construção do novo edifício vai permitir reunir todas as atividades do departamento num só local (pois até agora os cursos do DeCA eram dados em vários locais do campus da UA) e ter melhores condições de funcionamento dos cursos. Em suma, vai permitir “resolver e ultrapassar a maior parte dos problemas de gestão de espaço, de desenvolvimento de projetos de investigação, etc”, frisa António Vassalo Lourenço.

Com a construção deste novo espaço vai ser reforçado especificamente o ensino/aprendizagem em áreas emergentes, como tecnologia ubíqua e wereable devices, televisão interativa, tecnologias de apoio a públicos seniores e à saúde, desenvolvimento de novos produtos e serviços, interfaces tangíveis, conteúdos 3D, Museu Virtual do Design, entre outras.

Vai ser também fortalecido o ensino (com uma maior capacidade de resposta a alunos de licenciatura, mestrado e doutoramento), a ciência (pois proporciona mais espaço físico ao desenvolvimento de novas áreas de investigação) e a inovação tecnológica (atratividade de projetos de investigação aplicada com empresas). O novo edifício vai permitir também qualificar a área de conhecimento das “indústrias criativas”, explicou o diretor do DeCA.

Em termos de infraestruturas o novo Complexo vai contar com um conjunto de salas de CAE (estudo assistido por computador), salas de formação polivalentes, bem como uma black box e um auditório. Todos estes locais obedecem às normas e regulamentos em vigor no que concerne às condições ambientais de espaço e de segurança que faltavam nos espaços provisórios que têm vindo a ser ocupados pelo Departamento em toda a UA.

O projeto de arquitetura do CCCI foi elaborado pela EPARQ-UA (Estrutura de Projetos de Arquitetura da Universidade de Aveiro). As obras de construção começam em novembro de 2014, terminam a 30 de junho de 2015 e vão ser financiadas em 85 por cento pelo POVT e em 15 por cento pela UA.

A necessidade de aumentar a capacidade de resposta do DeCA já tinha sido reconhecida pela tutela, quando em 2008 foi assinado o contrato programa fundacional, para a construção do então designado Complexo Interdisciplinar das Ciências e Tecnologias da Comunicação e Imagem (Departamento de Comunicação e Arte, 2ª fase), mas só agora vai ser possível concretizar este projeto, após assinatura do contrato, dia 1 de julho, em Lisboa.

imprimir
tags
outras notícias