conteúdos
links
tags
Opinião
(H)À Educação: Cristina Manuela Sá, professora do Departamento de Educação e Psicologia da UA
O ensino da língua materna promove uma educação para a cidadania global?
Cristina Sá escreve sobre ensino de Português
O ensino da língua materna e a sua aprendizagem estão focados no desenvolvimento de competências em comunicação oral e escrita ligado a capacidades promotoras de atitudes e valores. Está ainda alicerçado em determinado tipo de conhecimento que estão relacionados com o papel de Nelson Mandela no mundo. Temas que são estudados no Laboratório de Investigação em Educação em Português da Universidade de Aveiro. Por isso, Cristina Sá lembra o Dia Internacional Nelson Mandela a 18 de julho na rubrica (H)À Educação, do CIDTFF.

Começarei por evocar a data de 18 de julho, que se tornou significativa para mim, quando descobri que nela tinham ocorrido dois factos relevantes. De um lado, temos o 18 de julho de 1938, uma data marcante da Guerra Civil espanhola, (cujas consequências ainda conheci nos anos 70 e 80), que levou ao poder o General Francisco Franco, “dividindo para reinar”. Do outro, temos o 18 de julho de 1918, data de nascimento de Nelson Mandela, a primeira pessoa que, nos longínquos anos 60, me fez compreender que nem todos os que estão na prisão merecem lá estar, o homem para quem “a união fazia a força” e que, fiel a esse princípio, tentou unir todos os sul africanos.

Que tem isto a ver com a promoção de uma educação para a cidadania global?

Promover uma educação para a cidadania global implica o desenvolvimento de certas capacidades (Comunicação e argumentação, Reflexão, Pensamento crítico, Pensamento criativo, Resolução de problemas e Trabalho colaborativo), assente na aquisição de certos conhecimentos (Globalização e interdependência, Identidade e diversidade, Justiça social e direitos humanos, Desenvolvimento sustentável e Construção da paz e resolução de conflitos) e associado à adoção de alguns valores e atitudes (Sentido de identidade e autoestima, Valorização e respeito pela diversidade e pelos direitos humanos, Preocupações ambientais e compromisso com um desenvolvimento sustentável, Compromisso com a justiça social e a equidade e Responsabilidade social). É óbvio que o exemplo de Mandela está nesta ótica, enquanto Franco seguia no sentido oposto. Não é de surpreender que o 18 de julho seja – de há uns anos para cá – o Dia Internacional Nelson Mandela.

E que tem o ensino – e, já agora, a aprendizagem – da língua materna a ver com estas questões?

O ensino da língua materna e a sua aprendizagem estão focados no desenvolvimento de competências em comunicação oral e escrita ligado a capacidades  (como Comunicação e argumentação, Reflexão, Pensamento crítico e Pensamento criativo) promotoras de atitudes e valores (como o Sentido de identidade e autoestima, Valorização e respeito pela diversidade e pelos direitos humanos, Preocupações ambientais e compromisso com um desenvolvimento sustentável e Compromisso com a justiça social e a equidade) e alicerçado em determinado tipo de conhecimento (sobre Globalização e interdependência, Identidade e diversidade, Justiça social e direitos humanos e Desenvolvimento sustentável). Logo, a formação de profissionais para o ensino da língua portuguesa deve ter em conta estes princípios.

O Laboratório de Investigação em Educação em Português da Universidade de Aveiro (https://www.ua.pt/cidtff/leip/) tem refletido sobre estas questões em articulação com educadores e professores, tentando contribuir desta forma para uma maior harmonia social, algo que faz tanta falta ao nosso século XXI, em que muitas das conquistas dos dois séculos anteriores parecem comprometidas.

 

(Esta rubrica “(H)À Educação” extra foi escrita no âmbito da comemoração do Dia Internacional Nelson Mandela e ao abrigo do novo Acordo Ortográfico)

Cristina Manuela Sá, professora do Departamento de Educação e Psicologia e investigadora do Centro de Investigação em Didática e Tecnologia na Formação de Formadores (CIDTFF) da Universidade de Aveiro

Email: cristina@ua.pt

imprimir
tags
outras notícias