conteúdos
links
tags
Cultura e Desporto
Bolsa de mérito desportivo já beneficiou centenas de estudantes
Conquistas desportivas dos estudantes da UA valem isenções e reduções de propinas
A equipa da UA bicampeã nacional de futebol de praia desta temporada vai receber a bolsa de mérito desportivo
A Universidade de Aveiro (UA) atribui bolsas de mérito aos estudantes que se destaquem no desporto e que tenham sucesso académico. Os prémios, dependendo dos resultados desportivos alcançados, podem ir da isenção total ou parcial no pagamento de propinas até, caso o estudante participe nos Jogos Olímpicos, ao pagamento de uma bolsa de valor equivalente a 1,5 vezes o valor da propina nacional.

“A UA é uma instituição de reconhecida capacidade científica, pedagógica e inclusiva que aposta em atividades enriquecedoras de competências transversais para promover o ensino superior de excelência. Nesse aspeto, o desporto é um fator integrador de diferentes nacionalidades e culturas”, aponta Manuel Senos Matias, Pró-reitor para a área desportiva. O “enraizamento de valores desportivos, como o rigor, a igualdade, a transparência e a compreensão do sucesso como transitório e do insucesso como importante momento de aprendizagem” é uma aposta da UA.

O regulamento das bolsas de mérito desportivo da academia de Aveiro abrange todos os estudantes que, estando inscritos a tempo integral e tendo obtido aproveitamento escolar, consigam alcançar o pódio nas Universíadas, nos Campeonatos Mundiais Universitários ou nos Campeonatos Europeus Universitários. Em caso de medalhas nestas competições, os estudantes ficam isentos do pagamento da propina.  Já nos Campeonatos Nacionais Universitários, os estudantes que alcancem o primeiro, o segundo ou o terceiro lugar receberão, respetivamente, uma bolsa no valor de 50, 30 ou 15 por cento do valor integral da propina.

A participação nos Jogos Olímpicos (com bolsa de valor equivalente a 1,5 vezes o valor da propina), em Campeonatos do Mundo (valor da propina) ou da Europa (80 por cento do valor da propina) ou a representação do país com as cores da seleção portuguesa (50 por cento do valor da propina) em competições oficiais vale também aos estudantes o reconhecimento pelo regulamento.  Da mesma forma, ser campeão nacional em alguma das modalidades federadas passa a significar que o estudante recebe 30 por cento do valor da propina.

Criadas em 2016, as bolsas de mérito desportivo já foram entregues a centenas de estudantes que deram o litro nos treinos, que lutaram pelas cores da UA, dos clubes desportivos ou da seleção nacional, que conquistaram títulos nacionais e internacionais e que tiveram sucesso académico.

Infraestruturas desportivas da UA

Atrair cada vez mais estudantes atletas, dando-lhes todas as condições para praticarem desporto é uma das grandes apostas da Universidade de Aveiro (UA). No campus, são muitas as infraestruturas desportivas que a academia tem à disposição de todos quantos queiram levar à letra a máxima corpo são em mente sã.
Uma pista de tartan, cujo relvado interior está preparado para receber todas as modalidades de atletismo e jogos de rugby, um pavilhão polidesportivo equipado com uma sala para a prática de ginástica e de artes marciais, a sala de treino físico, salas de squash, e o ginásio são algumas das estruturas que desde há muito recebem não só estudantes atletas de alta competição como aqueles que ‘apenas’ querem manter uma boa forma física.

Liderada pelo Reitor Paulo Jorge Ferreira, a equipa reitoral tem no desporto uma aposta de vulto. No seu programa de ação, para o desporto, uma área que tem impacto “na saúde, no bem-estar, na dinamização da vida no Campus, na imagem e na atratividade da UA”, Paulo Jorge Ferreira quer não só incluir nos Serviços de Ação Social uma divisão para o desporto e cultura como também chamar para a própria Reitoria a liderança institucional da pasta.

Expandir o complexo desportivo em torno do Pavilhão Prof. Doutor Aristides Hall com a construção de uma nave, estabelecer a UA como polo de desenvolvimento do desporto adaptado, propondo e celebrando protocolos com Associações Desportivas e Centros já existentes no distrito, estudar a construção de circuitos de manutenção e infraestruturas desportivas nos campi de Santiago, Crasto, ESTGA e ESAN são algumas das outras medidas propostas pelo programa de ação para os próximos anos.

Para além das infraestruras desportivas do Campus, os estudantes da UA podem usar as condições oferecidas por vários clubes da região de Aveiro fruto das muitas parcerias assinadas entre a academia de Aveiro e essas entidades. 

 

imprimir
tags
outras notícias