conteúdos
links
tags
Investigação
Projeto MoBaK
OLI desenvolve WC modular em parceria com a UA
A equipa de investigação do projeto MoBaK, na UA, é coordenada pela Profª Inês Meireles
Uma solução integrada de WC, modular e facilmente montável e desmontável, está a ser desenvolvida pela OLI – Sistemas Sanitários, S.A. em parceria com a Universidade de Aveiro (UA) e a Italbox. O produto, designado MoBaK, foi galardoado na categoria Casas de Banho/Acessórios e Equipamentos dos “Prémios Inovação na Construção 2018”, atribuídos pela Revista Anteprojectos e pela plataforma Projetista.

O projeto MoBaK (Modular Bathroom Kit) está a ser executado em consórcio pela OLI – Sistemas Sanitários, S.A., empresa líder em Portugal na fabricação de autoclismos e acessórios para louça sanitária, pela Italbox, empresa de referência na conceção e fabrico de divisórias e resguardos de banho, e pela UA, que tem experiência em estudos de reabilitação, eficiência hídrica e sustentabilidade. O promotor é a OLI – Sistemas Sanitários, S.A. e os copromotores são a UA/Departamento de Engenharia Civil (DECivil) - sob coordenação de Inês Meireles, professora deste departamento -, e a Italbox. Ana Velosa, professora do DECivil, Rita Pombo e Susana Ferreira fazem parte da equipa de investigação do DECivil. Como parceiros, incluem-se também a InovaDomus e a Lislei.

Atualmente, explica Inês Meireles, as soluções tradicionais disponíveis no mercado preconizam a realização de uma obra profunda, demorada e que requer competências específicas nos espaços a transformar em WC. Este produto em desenvolvimento, altamente industrializado, permite que num espaço com determinados requisitos se possa instalar um WC com as três áreas habituais (lavatório, sanita e base de duche), facilmente e num curto espaço de tempo, sem necessidade de recorrer a grandes obras. A obra de instalação do protótipo in loco gera poucos resíduos e a ligação à edificação existente requer apenas pontos de acesso de água, esgoto e luz.

Resumindo, explica a professora da UA, é uma solução que procura ter características de elevada inovação, qualidade, sustentabilidade e estética, com o objetivo de dar resposta aos Mercados da Construção/Reabilitação e Faça Você Mesmo.

Para além da divulgação em conferências e feiras, os resultados do projeto foram apresentados a 28 de novembro, na Ordem dos Arquitetos – Secção Regional do Norte (Porto). Houve oportunidade de se observar o protótipo in situ, tendo ficado patente o interesse de quem assistia em saber mais sobre o produto, explica a professora da UA.

O projeto é cofinanciado por: COMPETE2020 – PORTUGAL2020 e FEDER.

Para mais informações, pode ser consultado o website do projeto: http://mobak.web.ua.pt/

imprimir
tags
outras notícias