conteúdos
links
tags
Conferências
Academia dá a conhecer as competências da UA para o setor da Economia do Mar
UA na International BioMarine Business Convention
De 2 a 4 de outubro, no Centro de Congressos do Estoril, em Lisboa, a Universidade de Aveiro (UA) estará presente na Ocean Business, fazendo-se representar pelo Centro de Estudos do Ambiente e do Mar (CESAM), Plataforma Tecnológica do Mar (PTMar) e da Unidade de Transferência de Tecnologia (UATEC), no âmbito do projeto integra@tec.

A UA estará representada entre os próximos dias 2 a 4 de outubro, na componente expositiva do evento Biomarine – designada MyBlueCity -, no Estoril. A International BioMarine Business Convention é um evento internacional que visa fomentar o networking e o debate sobre os recursos biológicos marinhos, entre outros setores completares da Economia do Mar.

A presença da UA nestes certames faz-se como parte da missão da Plataforma Tecnológica do Mar da Universidade de Aveiro, a qual pretende fomentar a ligação da Academia ao tecido empresarial do setor. Em cada um destes eventos são recolhidas interações, que depois são devidamente direcionadas aos investigadores e docentes da nossa Academia, procurando criar novas ligações ao exterior e potenciar projetos conjuntos que possam vir a estar na origem de soluções inovadoras e de valor acrescentado.

Dado o formato da feira, neste evento, em particular, não haverá apresentação de protótipos. A PT Mar, inserida no MyBlueBusiness terá como foco o projeto integra@tec - Transferência de Competências Integradas e Geradoras de Inovação Empresarial na Região Centro. Por outro lado, o CESAM integra o MyBlueEducation, onde irá apresentar alguns dos espécimes marinhos com valor económico da Coleção Biológica de Invertebrados Marinhos (COBI) do DBio&CESAM, juntamente com alguns vídeos relevantes da investigação e de projetos relevantes para a área do mar. A componente expositiva é de acesso gratuito a todos os interessados.

O projeto integra@tec, coordenado pela Unidade de Transferência de Tecnologia da UA, reúne uma equipa multidisciplinar de 42 docentes, investigadores e técnicos da UA que visa potenciar o trabalho desenvolvido pelas Plataformas Tecnológicas e apoiar a transferência de conhecimento científico e tecnológico para o tecido empresarial e outras entidades. O seu objetivo é fomentar a inovação e a endogeneização dos resultados de I&D existentes, através da integração de conhecimentos e tecnologias, como resposta às necessidades dos setores “Soluções Industriais Sustentáveis” e “Valorização e uso eficiente dos recursos naturais endógenos”. Em ambos os setores, o integra@tec promoverá a transferência de conhecimento científico e tecnológico da UA, em áreas disciplinares distintas e de forma multidisciplinar, promovendo também as suas competências no desígnio da “Indústria 4.0” e possibilitando o acesso das entidades interessadas a seminários de inovação empresarial e a atividades de demonstração, estas últimas tendo como foco duas cadeias de valor, base dos projetos demonstradores integrados. Este esforço é cofinanciado pelo Centro 2020 – Programa Operacional Regional do Centro, através do FEDER – Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, e tem permitido à UA estar presente em cerca de 20 feiras de caracter técnico, em que prevemos realizar cerca de 80 reuniões e ainda levar a cabo, na Fase 2, que está prestes a começar, demonstrações empresariais das competências da UA. Para mais informações em relação ao projeto, os interessados internos e externos à UA devem contactar as Plataformas Tecnológicas da UA, ou aproveitar a presença da UA neste evento.

A Plataforma Tecnológica do Mar (PT Mar), criada em fevereiro de 2013, enquadra-se na aposta da Universidade de Aveiro (UA) em criar redes de competências direcionadas para setores-chave da economia nacional. A Economia do Mar é uma das áreas estratégicas de desenvolvimento económico e social do nosso país, que possui uma ZEE e uma Plataforma Continental das mais extensas da Europa e do Mundo. As Ciências e Tecnologias do Mar têm sido, desde longa data, um dos polos de desenvolvimento estratégico da UA, que tem neste domínio uma série de valências interdisciplinares bem afirmadas aos níveis nacional e internacional, que vão desde o estudo integrado e multidisciplinar de sistemas, riscos e recursos estuarinos, costeiros e do mar profundo, à sua avaliação ambiental e desenvolvimento sustentável. Numa região onde as atividades ligadas ao Mar, em várias das suas vertentes, são de enorme importância social e económica, pretende-se com esta Plataforma Tecnológica maximizar as valências existentes na UA nos vários domínios do saber aplicados às Ciências e Tecnologias do Mar, Governação e Desenvolvimento Sustentável, e estabelecer parcerias com o setor empresarial, entidades portuárias e da Administração Pública, com vista a promover a investigação pura e aplicada, o desenvolvimento tecnológico, a inovação, a exploração sustentável dos recursos e a formação avançada de recursos humanos, nomeadamente em ambiente empresarial.

A missão do CESAM centra-se no desenvolvimento de investigação internacional de excelência em ciências do ambiente e riscos associados, incluindo eventos climáticos extremos e alterações climáticas, com especial enfoque em sistemas sócio ecológicos costeiros e áreas marinhas. Como Laboratório Associado o CESAM reúne investigadores, estudantes e colaboradores com uma vasta gama de conhecimento e competências em ciências do ambiente, característica única em unidades de I&D em Portugal. O CESAM tem como objetivo contribuir para o imperativo nacional de crescimento económico e inovação e para a criação de emprego sustentados numa sociedade baseada no conhecimento.

imprimir
tags
outras notícias