conteúdos
links
tags
Campus
Com a ajuda do Herbário da UA o projeto A Hora Verde volta a destacar-se
CATL do Centro de Infância Arte e Qualidade distinguido com o selo Escola Amiga
Pela primeira vez, a CONFAP, em parceria com a Leya, lança a iniciativa que visa distinguir Escolas Amigas da Criança convidando as escolas e estabelecimentos de ensino a participarem com as suas “Ideias Extraordinárias”. No sentido de melhorarem as condições e o funcionamento, os projetos distinguidos e anunciados no passado dia 25 de maio, procuram ir ao encontro da construção de uma Escola melhor e mais amiga da criança. Desta forma, o selo “Escola Amiga da Criança” procura reconhecer e premiar ideias extraordinárias em seis categorias: segurança; espaços de recreio e convívio; alimentação, higiene e ambiente; formação cívica; envolvimento da família e comunidade educativa e projetos extracurriculares.

O CATL do Centro de Infância Arte e Qualidade (CIAQ) apresentou três “Ideias Extraordinárias”  - A Hora Verde, mostrARTE, Um tema por dia, a Curiosidade Desafia - tendo sido distinguido com o selo “Escola Amiga” nos três projetos a que concorreu (nas categorias Formação Cívica e Projetos Extracurriculares, respetivamente).

O projeto A Hora Verde - realizado na Casa Verde - espaço exterior de jardim, horta e estufa, possibilita a realização de várias atividades relacionadas com o conhecimento (científico) e o cultivo das plantas, a compreensão do seu valor e da sua utilidade e a sua aplicação em diferentes produtos. As atividades, que vêm sendo realizadas desde 2014, promovem um estreito contacto com a natureza que, em muitos casos, dificilmente faria parte do quotidiano das crianças, principalmente daquelas que vivem em meios urbanos.

Com a orientação científica do Herbário do Departamento de Biologia da Universidade de Aveiro, são dinamizados os diferentes espaços exteriores e promovidos ateliers onde as crianças são tidas como precursoras de uma nova atitude e consciência.

O projeto mostrARTE, oficina de artes plásticas, dinamizada semanalmente desde 2003, fomenta um espaço de articulação/interação de conhecimento, criatividade e expressão tem, como finalidade, o desenvolvimento de diferentes aptidões sensitivas e capacidades de expressão de cada criança, numa linguagem não-verbal. Esta oficina proporciona um lugar de criatividade com a exploração de diferentes meios de registo, materiais e formas de representação, recorrendo à história da arte, a obras de vários artistas plásticos ou movimentos artísticos, desde o desenho, a pintura, a escultura ou outras formas de expressão.

Através do legado artístico de Picasso, Matisse, Duchamp, Pollock, Warhol ou Haring, as crianças podem compreender a inovação que cada um destes artistas proporcionou no campo das artes plásticas, bem como na forma de olhar o mundo.

Finalmente, o projeto Um tema por dia, a curiosidade desafia, estrutura de programação de atividades para as interrupções letivas ou férias, procura promover atividades educativas, recreativas e lúdicas diversificadas que pretendem lançar verdadeiros desafios à curiosidade, imaginação, criatividade e conhecimento.

Sendo estes momentos destinados para descansar e conviver, uma boa utilização deste espaço de liberdade pode ir ao encontro da diversidade de vocações, estimulando a sensibilidade e o gosto pelo saber. Num contexto de maior autonomia, é também tempo de conviver e crescer brincando.

Em torno de um tema diário, vários tipos de atividades são dinamizadas sob pontos de vista diferentes. Desta forma, podemos colocar em diálogo, e sobre o mesmo assunto, a Hora do Conto, atelier de culinária, oficina de artes plásticas, oficina de fotografia, oficina de escrita/caligrafia chinesa, oficina de escrita/caligrafia árabe, atividades na horta e estufa, gincanas, jogos coletivos, yoga, chi kung, artes marciais, kempo, vela, surf, zumba, minigolfe, visitas a Museus/exposições, entre outros. Todas as atividades orientadas não têm cariz obrigatório e são, por isso, tendencialmente, sedutoras.

A Comissão de Avaliação é constituída por Jorge Ascenção (Presidente da CONFAP), Eduardo Sá (Psicólogo, Professor Universitário e Escritor), Tiago Morais Sarmento (Administrador Executivo da Leya), Ariana Cosme (Professora Universitária e Coordenadora do Observatório da Vida nas Escolas), Armando Leandro (Juíz Conselheiro Jubilado), Isabel Alçada (Assessora para a Educação da Presidência da República e Ex-Ministra da Educação), Isabel Stilwell (Jornalista, Escritora e Vencedora do 1.º Prémio de jornalismo “Os Direitos da Criança em Notícias”), José Matias Alves (Professor Universitário e Coordenador do Serviço de Apoio à Melhoria da Educação), José Vítor Pedroso (Diretor-Geral da DGE) e Margarida Pinto Correia (Diretora de Inovação Social na Fundação EDP).

Ver mais em:

https://www.leyaeducacao.com/z_escola/i_338/ct_5/

imprimir
tags
outras notícias