conteúdos
links
tags
Entrevistas
Antigo presidente AAUAv – Paulo Fontes
“Trouxe o vírus do associativismo do meu percurso no secundário”
Paulo Fontes
Fez parte das anteriores direções, tendo presidido a Associação Académica da Universidade de Aveiro (AAUAv) entre fevereiro de 2000 e fevereiro de 2001; período que recorda como tendo sido pródigo no trabalho de criação de relacionamento internacional da Associação dos estudantes da academia de Aveiro. Formado em Contabilidade e em Gestão Pública e Autárquica, Paulo Fontes é atualmente Técnico Especialista no Gabinete do Secretário de Estado da Juventude e do Desporto.

O que o motivou a envolver-se no associativismo?

Já trouxe o vírus do associativismo do meu percurso no secundário, onde tinha participado na criação de uma associação juvenil, o Núcleo de Intervenção Ambiental da Feira - NIAF. Em Aveiro a infeção generalizou-se e desde o primeiro ano comecei a participar nas atividades das comissões de curso, núcleos culturais e desportivos, tudo isto culminou com a minha entrada para Direção da AAUAv em 1996.

Que mais-valias retirou desta experiência?

Acho que sou a pessoa que sou graças ao associativismo, não desprezando a componente mais académica, um Paulo Fontes sem a experiência associativa na Universidade de Aveiro seria certamente uma pessoa muito mais enfadonha e sem as ferramentas e competências que uso todos os dias para o desempenho das minhas funções. Empatia, assertividade, resistência à frustração, capacidade organizativa, interculturalidade, entre outras.

Qual foi o grande marco do seu mandato?

Restringindo-me ao mandato em que fui presidente, teria de assinalar o trabalho de criação de relacionamento internacional da AAUAv onde foram dados os primeiros passos para a criação do ramo estudantil do European Consortium of Innovative Universities (ECIU) e o lançamento do Fórum Académico para a Informação e Representação Externa (FAIRe) - uma plataforma nacional de representação estudantil que ainda hoje existe.

 

 

imprimir
tags
outras notícias