conteúdos
links
tags
Campus
UA assina protocolo com vista ao desenvolvimento da prestação dos psicólogos em cuidados paliativos
UA assina protocolo com vista ao desenvolvimento da prestação dos psicólogos em cuidados paliativos
A Universidade de Aveiro foi uma das nove instituições de Ensino Superior que a 7 de fevereiro assinou um protocolo com o Ministério da Saúde com vista ao desenvolvimento da formação pré e pós-graduada dos psicólogos em cuidados paliativos.

No seguimento da colaboração entre o Ministério da Saúde e a Ordem dos Psicólogos Portugueses na capacitação do Serviço Nacional de Saúde (SNS) para responder às necessidades dos cidadãos com qualidade e equidade, foi assinado um protocolo no âmbito da formação dos psicólogos em cuidados paliativos, entre o Ministério da Saúde e algumas instituições de Ensino Superior de Psicologia.

A assinatura dos protocolos com a UTAD – Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, Universidade do Minho, Universidade de Aveiro, Universidade de Évora, Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação de Coimbra, UBI – Universidade da Beira Interior, Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia do Porto e Faculdade de Ciências Sociais e Humanas do Algarve representa, assim, o início de uma etapa necessária, no desenvolvimento da formação pré e pós-graduada dos psicólogos em cuidados paliativos, assim como da área da investigação e na consolidação do papel desempenhado pelos psicólogos no âmbito do SNS.

A Base XXVII da Lei de Bases dos Cuidados Paliativos determina que a política de recursos humanos para as unidades e equipas de Cuidados Paliativos rege-se por padrões de qualidade, baseada na formação específica, de acordo com os níveis de diferenciação recomendados.

Também o Governo, no seu Programa para a Saúde, estabeleceu como prioridades aperfeiçoar a gestão dos recursos humanos, promovendo uma melhoria da articulação entre as funções assistenciais, de ensino, de formação e de investigação e a adequação da oferta educativa, ao nível do ensino superior, às necessidades dos profissionais de saúde.

Assim, através do Despacho n.º 14311-A/2016, de 28 de novembro, que aprova o Plano Estratégico para o Desenvolvimento dos Cuidados Paliativos para o biénio 2017/2018, reconhece-se que o investimento em formação específica e na dinamização do ensino na área dos Cuidados Paliativos é fulcral para a prestação de cuidados de qualidade e para a valorização dos mesmos.

A cerimónia de assinatura do protocolo em que a UA se fez representar  pelo Vice-reitor, Gonçalo Paiva Dias, teve lugar dia 7 de fevereiro, no auditório da Sede da Ordem dos Psicólogos Portugueses, em Lisboa, e contou com a presença do Secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Fernando Araújo, do Bastonário da Ordem dos Psicólogos Portugueses, Francisco Miranda Rodrigues.

 

imprimir
tags
outras notícias