conteúdos
links
tags
Distinções
Cláudia Passos no congresso Carbo-XXXII - Emerging Chemistry and Biology of Carbohydrates
DQ na Índia para apresentar trabalho premiado
Na Índia Cláudia Passos apresentou o potencial de utilização do resíduo de café como fonte de fibra dietética
Premiada com a melhor publicação do Ano 2015 no Journal Trends in Carbohydrate Research, a investigadora Cláudia Passos foi convidada a participar no congresso “Carbo-XXXII - Emerging Chemistry and Biology of Carbohydrates”, que decorreu na Índia de 18 a 20 de dezembro. Investigadora do Departamento de Química (DQ) da Universidade de Aveiro, durante o encontro Cláudia Passos apresentou uma award lecture.

Com o título “Excelence in Carbohydrate Research Award 2015” Cláudia Passos recebeu o prémio em nome de toda a equipa: Cláudia Passos, Alexandre Sério, Kristina Kukurová, Zuzana Ciezarová, Fernando Nunes e Manuel António Coimbra, pela publicação no Journal Trends in Carbohydrate Research, um jornal internacional em investigação, aplicação e Tecnologia de carboidratos e seus derivativos da Association of Carbohydrate Chemistry & Technologist na Índia.

Este trabalho resultou também da cooperação Portugal-Eslováquia (2011/2012: "FUNCER - Development of improved functional cereal products" e 2013/2014: “Colaborative investigation of natural plant extracts enhanced cereal products: quality and safety”). Esta colaboração foi integrada no pós-doutoramento “Strategies for selective extraction of valuable bioactive compounds from coffee by-products” de Cláudia Passos, membro integrado da Unidade de Investigação de Química Orgânica, Produtos Naturais e Agroalimentares (QOPNA) do DQ. 

Neste trabalho, explica a investigadora, “foi demonstrado o potencial de utilização do resíduo de café como fonte de fibra dietética e compostos antioxidantes com aplicação em bolachas”. Utilizando apenas água, com recurso a um aquecimento por micro-ondas, foi possível aos investigadores do QOPNA obterem com elevado rendimento, extratos hidrossolúveis ricos em fibras. Estes extratos continham também ácidos clorogénicos, com atividade antioxidante. “Ao serem adicionados a bolachas foi possível um aumento em 50 por cento da atividade antioxidante, que se manteve ao longo de 55 dias. Este trabalho reforça o potencial de aplicação da extração assistida por micro-ondas de polissacarídeos a partir de resíduos agroindustriais e a aplicação em formulações alimentares”, aponta Cláudia Passos.

 

imprimir
tags
outras notícias