conteúdos
links
tags
Entrevistas
Antigo aluno UA – Antero Ferreira, licenciado em Matemática Aplicada e Computação
"Eu, literalmente, cresci na UA!"
Antero Ferreira
Tem na moda e na tecnologia os ingredientes certos para o sucesso. Chama-se Farfetch, é uma das startups mais bem-sucedidas do mundo, está atualmente avaliada em mais de mil milhões de dólares e tem em Antero Ferreira e nos seus colaboradores uma das chaves que transformaram num fenómeno global a plataforma online de artigos de luxo. Senior Project Manager da Farfetch, foi na UA que Antero Ferreira se licenciou em Matemática Aplicada e Computação e realizou uma Pós-Graduação em Sistemas de Informação.

Chegou à UA com 16 anos e veio estudar para a Licenciatura em Matemática Aplicada e Computação para alimentar o "bichinho dos computadores" que sempre teve. Cedo começou a integrar e a liderar comissões de curso, assembleias de representantes do Departamento de Matemática (DMat), a dar formações e seminários, a trabalhar na UA como tarefeiro e bolseiro, a organizar eventos e, sobretudo, a fazer amigos para a vida. "Eu, literalmente, cresci na UA! A grande maioria das minhas melhores recordações de juventude estão relacionadas com a UA. Mantenho até hoje bons amigos entre os ex-colegas, professores e funcionários, e manterei um eterno carinho pela cidade".

Parte da grande atividade extracurricular, essencial em todos os aspetos da sua formação, tem uma explicação: "o curso não correspondeu às minhas expectativas, o que foi excelente!". Por isso, arregaçou as mangas e ajudou a melhorá-lo de forma a que fosse ao encontro dos anseios dos alunos. "Creio que o trabalho que fizemos junto dos organismos do DMat foi um fator fundamental para conseguir um reforço da componente de computação" que, recorda, "inicialmente era muito restrita e essencialmente teórica". A mudança curricular "foi uma pequena grande vitória, com impacto na minha vida profissional e na de inúmeros colegas".

Por isso, Antero Ferreira deixa o conselho: "Este é um daqueles exemplos de que não nos devemos acomodar, mas sim trabalhar no sentido de melhorar o que nos rodeia".

descrição para leitores de ecrã
"Quando paro um momento para olhar para trás e vejo o percurso da Farfetch não consigo deixar de ficar fascinado", diz Antero Ferreira.

Carreira profissional fulgurante

Depois de se licenciar, em 2001, em Matemática Aplicada e Computação, realizou, também na UA, uma Pós-Graduação em Sistemas de Informação. Em seguida foi para a Universidade do Minho tirar o Mestrado em Sistemas de Informação. Impulsionador do Concurso/Encontro Nacional de Programação Lógica, cuja primeira edição presidiu, Antero Ferreira foi investigador na UA e, desde então, no setor privado em empresas tais como Samsung, Unue, Infineon, Qimonda e KCS IT, desempenhou funções de Consultor, Formador e Gestor de Projetos no domínio dos Sistemas de Informação, e liderou diversas equipas de desenvolvimento, suporte e consultoria. Foi também sócio fundador da Dataview – Sistemas de Informação, atuando em diversas áreas de negócio.

A aproximação de Antero Ferreira ao Marketing Digital surge em 2009, como gestor de produto na área dos classificados (AdClip) e dos media (FlexReader). Em 2013 ingressa na Farfetch como Senior Product Manager para as áreas de Marketing Digital e Merchandising, sendo responsável pela gestão de produto e criação das equipas técnicas de SEO, Conteúdos, Growth, Customer Lifecycle e Retention, contribuindo para um crescimento da empresa na ordem dos 100 por cento todos os anos.

Antero Ferreira é desde o último ano responsável pela gestão de projetos da equipa técnica, da nova unidade de negócios, a Farfetch Black & White, que tem vindo a lançar o e-commerce de diversas marcas de moda de luxo a nível mundial.

Um dia a dia fascinante

"No ano passado aceitei um novo desafio, a gestão de projetos de desenvolvimento de portais de comércio eletrónico para marcas de moda de luxo", recorda Antero Ferreira. "Recuperando a experiência passada nesta área de gestão de projetos e o know-how em marketing e e-commerce da Farfetch, o objetivo foi coordenar a interação de múltiplas equipas de implementação e respetivos fornecedores internos e externos", descreve. Assim, o dia a dia do antigo aluno da UA, "passa muito pela identificação de planos de trabalho, otimização de processos, alinhamento entre diferentes equipas, identificação de riscos e resolução de problemas".

O que mais o fascina na sua atividade profissional? Antero Ferreira não tem dúvidas: "O impacto que as opções tomadas na conceção dos produtos que desenvolvemos têm sobre a forma como os utilizadores os usam em todo o mundo, como isso os influencia ou condiciona e o impacto que elas têm sobre na taxa de conversão de um site de e-commerce, na sua faturação e no crescimento da empresa".

Como gestor de projetos para grandes marcas de luxo, cativa-o "o alcance e impacto global destas marcas, das suas lojas, dos seus sites, a forma como os seguidores/fashionistas vivem a marca e o mundo da moda, o efeito que determinadas peças conseguem ter a nível pessoal nos clientes, na forma como elas são vividas, o impacto emocional que elas têm nas pessoas, é fascinante".

Mas acima de tudo aquilo que não cessa de o surpreender é o crescimento da Farfetch. "Apesar de conhecer perfeitamente as suas taxas de crescimento e o trabalho que as sustentam, quando paro um momento para olhar para trás e vejo o percurso da startup, da ideia, até ao status de "unicórnio", até ao principal destino de compra de moda de luxo online, não consigo deixar de ficar fascinado", diz.

O crescimento pessoal, a capacidade analítica, a capacidade de organização, de gestão e de organização de eventos e a investigação científica, competências que, garante, a UA lhe potenciou, "transformaram um miúdo tímido num profissional ativo, experiente e totalmente integrado no mercado de trabalho, capaz de fazer a diferença nas equipas onde se integra".

Nota: este artigo foi publicado na edição número 28 da revista Linhas

imprimir
tags
outras notícias