conteúdos
links
tags
Divulgação de Ciência
Novo ciclo de palestras da Fábrica Centro Ciência Viva de Aveiro
Palestra com Carlos Herdeiro transmitida em direto para escola em São Tomé e Príncipe
Palestra com Carlos Herdeiro transmitida em direto para escola em São Tomé e Príncipe
Para o próximo dia 20 de novembro, às 12h00, está agendada uma palestra com Carlos Herdeiro, que será transmitida em direto para a Escola Portuguesa de São Tomé e Príncipe. Na palestra que tem como título "Ondas gravitacionais: um Prémio Nobel, 100 anos depois", o investigador do Grupo de Gravitação do Departamento de Física da Universidade de Aveiro (UA) falará sobre os desenvolvimentos técnicos extraordinários que conduziram à atribuição do Prémio Nobel da Física 2017. A palestra terá lugar no auditório da Fábrica Centro Ciência Viva de Aveiro.

A Fábrica Centro Ciência Viva de Aveiro está a organizar um novo ciclo de palestras, destinadas a alunos do 12º ano e que serão apresentadas para alunos de escolas regionais e, simultaneamente, transmitidas em direto para alunos de escolas da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (Macau, S. Tomé e Príncipe, Cabo Verde e Brasil), permitindo colocar em contacto direto alunos das escolas da região com alunos da CPLP e surgindo oportunidades de questionamento e diálogo entre eles e com o palestrante convidado.

A primeira palestra intitula-se “Ondas gravitacionais: um Prémio Nobel, 100 anos depois” e conta então com Carlos Herdeiro como palestrante convidado.

 

“Ondas gravitacionais: um Prémio Nobel, 100 anos depois”

No dia 11 de fevereiro de 2016 foi anunciada a deteção de ondas gravitacionais, provenientes de uma colisão de buracos negros que aconteceu há 1.3 mil milhões de anos. Quatro outros eventos foram posteriormente anunciados pela colaboração LIGO-Virgo, incluindo um gerado pela colisão de duas estrelas de neutrões, e observado também no espetro eletromagnético. Pela sua contribuição para estas deteções, Kip Thorne, Rainer Weiss e Barry Barish receberam o prémio Nobel da Física de 2017.

A deteção destas ondas, previstas por Albert Einstein em 1916, dá-nos acesso a uma nova camada da realidade, até agora inacessível. Num certo sentido estávamos surdos e passamos a ouvir. Nesta palestra será abordada uma previsão teórica controversa, uma experiência impossível, desenvolvimentos técnicos extraordinários e, finalmente, a sinfonia e os diálogos cósmicos que estão à espera de ser ouvidos e os enigmas que poderão esclarecer/criar.

 

BIOGRAFIA 

Carlos Herdeiro é licenciado em Física/Matemática Aplicada pela Universidade do Porto (1996) e obteve o Mestrado (1997) e Doutoramento (2001) pela Universidade de Cambridge (Reino Unido). Fez a agregação na Universidade de Aveiro (2012). Foi investigador e docente nas universidades de Stanford (EUA) e Porto, entre 2001 e 2010, ano em que se juntou ao corpo docente da Universidade de Aveiro, onde fundou o grupo de gravitação - Gr@v. A sua atividade de investigação tem-se focado na gravitação relativista, em particular no estudo de buracos negros e cosmologia, tópicos em que é autor de mais de uma centena de artigos em reconhecidas revistas internacionais e em que liderou duas redes internacionais financiadas pela União Europeia, para além de vários projetos nacionais. É frequentemente convidado para comunicar o seu trabalho por todo o mundo, tendo apresentado mais de 150 seminários científicos em mais de 30 países. A divulgação para um público mais alargado da sua área científica é uma das suas paixões, dando palestras para públicos não especialistas e jovens estudantes com grande frequência, em particular no âmbito da Sociedade Portuguesa de Física, da qual foi presidente da delegação Norte entre 2007 e 2010 e da Sociedade Portuguesa de Relatividade e Gravitação da qual é membro fundador e vice-presidente desde 2015.

 

imprimir
tags
evento relacionado
 
outras notícias