conteúdos
links
tags
Entrevistas
José Carlos Menezes está entre os selecionados do Ilustraciencia 2017
Ilustrar contribui para conhecer, poder conservar e proteger
José Calos Menezes teve um trabalho seu selecionado no Ilustraciencia 2017
José Carlos Menezes, 75 anos e antigo aluno do Curso de Formação em Ilustração Científica da Universidade de Aveiro, atual aluno do Curso de Mestrado em Biologia Aplicada à Ilustração Científica, teve uma ilustração sua selecionada para o concurso internacional Ilustraciencia 2017. A sua Aquascypha hidrophora (Berk.) D.A.Reid 1965 é uma das 40 selecionadas de entre 449 candidatos. Já na terceira edição deste certame o autor brasileiro tinha sido galardoado com uma Menção Honrosa. Os trabalhos premiados serão divulgados a 5 de julho.

Trabalha mesmo na área da ilustração científica, ou é essa atividade não é a sua principal atividade?

Executar trabalhos de ilustração hiperrealista e científica em aquarela, guache ou lápis de cor, em temáticas ligadas à natureza, é uma atividade que pratico com indescritível prazer! É a minha principal atividade, atualmente, já que estou reformado.   

A formação na Universidade de Aveiro correspondeu às suas expectativas e está a ser útil no trabalho que desenvolve?

Em fins de 2015, concluí, com aproveitamento, o Curso de Formação em Ilustração Científica, no Departamento de Biologia da Universidade. Conquanto eu já tivesse conhecimentos e experiências anteriores, como ilustrador, participar do CFIC, sob a admirável coordenação do Professor Fernando Correia, foi um aprendizado que expandiu meu horizonte de informações sobre botânica e zoologia e proporcionou-me aprimorar uma visão mais científica na análise dos temas a ilustrar. Registro também haver aprendido, apreendido e experienciado novas técnicas ilustrativas. Portanto, a resposta é um sim.  A formação adquirida está e estará sempre a ser útil no meu trabalho!

Entretanto, quis continuar a ser aluno da Universidade de Aveiro…

Sim. Sou aluno, com muito orgulho e também com muita alegria e disposição. Por sugestão do meu amigo e agora Orientador, Professor Fernando Correia, inscrevi-me, e já estou a participar, da segunda fase do Curso de Mestrado em Biologia Aplicada à Ilustração Científica. No momento, encontro-me no Brasil mas com malas prontas para uma visita a Aveiro em fins de setembro do corrente ano. Tenho trabalhado com afinco em minha Dissertação, cujo tema - A Flora dos Lusíadas - envolve essa figura tão cara à cultura e à nacionalidade portuguesa, que é Luís Vaz de Camões!

Já tinha formação anterior nesta área? Onde?

No Brasil, tive a oportunidade e a felicidade de contar, para meu aprendizado em ilustração científica, com os preciosos ensinamentos dos Professores Álvaro Evandro Xavier Nunes, conhecido internacionalmente pela sua irrepreensível técnica e sua paixão temática pela flora do Cerrado Brasileiro, e do Professor Marcos Antônio dos Santos Silva-Ferraz, criador do pioneiro Núcleo de Ilustração Científica na Universidade de Brasília, também festejado ilustrador botânico e zoológico.

Porque decidiu vir para a Universidade de Aveiro e inscrever-se no Curso de Formação em Ilustração Científica?

Isso aconteceu por haver sido informado pelo Professor Fernando Correia, que esteve em Brasilia para ministrar um curso de Extensão na Universidade de Brasília (do qual fui seu aluno), da existência do curso extenso (um ano) e presencial sobre ilustração científica na Universidade de Aveiro. Ao me informar sobre as disciplinas do curso, logo me interessei e me programei para cumprir todos os preparativos, exigências e formalidades para a inscrição no CFIF, o que, uma vez efetivada, resultou na minha "mudança" para Aveiro.

Que significa para si ser selecionado para o Ilustraciência?

É gratificante para qualquer ilustrador, seja ele um amador ou profissional, praticante dessa atividade tão prazerosa, ver o seu trabalho admirado, reconhecido e, no meu caso, selecionado para a quinta edição do Illustraciência por aqueles que também exercem essa mesma atividade (blog.illustraciencia.info). Isso se traduz numa indicação, ou sinal, de que o escolhido está num mesmo e bom caminho trilhado por todos os seus semelhantes. Devo anotar que, na teceira edição do Illustraciência um trabalho meu, Protea sp  foi selecionado e galardoado com uma Menção Honrosa.

descrição para leitores de ecrã
Aquascypha hidrophora (Berk.) D.A.Reid 1965, por José Carlos Menezes.

Porque decidiu concorrer com uma ilustração de Aquascypha hidrophora (Berk.) D.A.Reid 1965? Qual a importância desta espécie em termos de conservação da natureza?

Esse trabalho foi executado com base em uma foto que tirei às margens do Rio Negro, nas Amazônia brasileira. Fazia algum tempo que eu projetava ilustrá-la. Trata-se de uma espécie do Reino fungi. Não é uma espécie comum de fungo, a ser encontrada facilmente. Este  o motivo que me levou a registrá-la, por meio de uma ilustração, no seu habitat onde a fotografei (troncos apodrecidos dentro de um espaço sombreado de floresta tropical úmida). Penso que o seu registro ilustrativo demonstra a importância de ser dada a conhecer a sua existência e a sua beleza. Conhecer para conservar e proteger.

imprimir
tags
outras notícias