conteúdos
links
tags
Campus
Entrevista a Mário Vairinhos, investigador e docente no Departamento de Comunicação e Arte
Investigação da UA que alia as novas tecnologias à saúde para conhecer no “90 segundos de ciência”
Mário Vairinhos, professor do DeCA, vai estar no ¿90 segundos de ciência¿¿
Mário Vairinhos, investigador e docente no Departamento de Comunicação e Arte explica, esta sexta-feira, 10 de março, em 90 segundos o trabalho que tem vindo a desenvolver em parceria com a ECMedica (Southport, UK) e com recurso a tecnologia da realidade aumentada, na conceção de um sistema de navegação para CGI que combina no campo visual do cirurgião elementos reais e representações virtuais de órgãos, tecidos, instrumentos e meta-informação. O programa vai para o ar às 18h58, repetindo na segunda-feira, dia 13, pouco antes do noticiário das onze da manhã.

Este projeto, com o nome de "Augmented Reality Guided Surgery", permitirá ao cirurgião realizar o procedimento cirúrgico com maior rapidez e facilidade.

Em termos de aplicabilidade prática, o setup proposto tem a vantagem de incorporar em tempo real, não apenas instrumentos e meta-informação, como também a imagem proveninente da sonda ultrassónica no campo de visão do médico.

Como mais-valias este sistema combina a imagem de ultrassom diretamento no espaço real tridimensional, eliminando conflitos de ordem perceptiva no médico resultantes do processo cognitivo de mapping. Além disso, a técnica de fusão, recorrendo apenas a imagiologia baseada em ultrassons, possibilitará à equipa médica visualizar em tempo real um modelo 3D do orgão no interior do paciente durante o procedimento cirúgico, tornando mais fácil e navegação e a introdução de instrumentos no seu interior. Atualmente a nevegação é guiada através de imagiologia baseada em Raio-X.

Em fase de avaliação de protótipo funcional com equipa médica, esta tecnologia elimina, ainda, a necessidade de uma equipa de radiologia no local durante o procedimento cirúrgico, reduz o tempo do procedimento cirúrgico e torna o procedimento cirúrgico menos invasivo.

Numa primeira fase, o sistema será testado e avaliado no procedimento cirúrgico de remoção de pedras nos rins. Numa segunda fase, será desenvolvido e proposto um algoritmo de fusão que permitirá correlacionar a imagem proveniente da sonda de ultrassons com o modelo previamente digitalizado orgão do paciente.

Para além de Mário Vairinhos (UA DIGIMEDIA), integram a equipa de investigação Sérgio Eliseu (UA ID+), Augusto Silva (UA DETI-IEETA), Rui Costa (UA ESSUA) e Silvino Martins (UA DIGIMEDIA).

Ao longo dos 261 episódios produzidos, “90 segundos de ciência” dará a conhecer o trabalho de um investigador português, a trabalhar na sua maioria em Portugal, nas áreas mais diversas, com o intuito de dar a conhecer a ciência que se faz em Portugal e incrementar a literacia científica da população portuguesa.

Duas vezes por dia, antes das onze da manhã e antes das sete da tarde, de segunda a sexta, é dada voz aos investigadores portugueses, dos Açores ao Minho, da Madeira à Covilhã, do Algarve a Bragança, e aos que andam espalhados pelo mundo, e das ciências sociais às ciências exatas, passando pelas humanidades.

Após a emissão, os programas são disponibilizados em http://www.90segundosdeciencia.pt, com mais material multimédia sobre cada um dos projetos e investigadores convidados.

O programa é coordenado por António Granado e Paulo Nuno Vicente, da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (FCSH NOVA), e Joana Lobo Antunes, do Instituto de Tecnologia Química e Biológica António Xavier (ITQB NOVA), e conduzido por Adriano Cerqueira, do ITQB NOVA.

imprimir
tags
veja também
 
outras notícias