conteúdos
links
tags
Investigação
Docente e antiga aluna do DCM participaram no projecto
Projeto internacional identificou lípidos com capacidade de ativar o sistema imunitário
Projeto internacional identificou lípidos com capacidade de ativar o sistema imunitário
A docente no Departamento de Ciências Médicas da UA, Fátima Macedo, e a licenciada em Ciências Biomédicas pela UA, Cátia Pereira, participaram num estudo internacional que identificou lípidos com capacidade de ativar as células NKT, células responsáveis por diversas funções, que incluem vigilância tumoral e combate a infecções.

A identificação de lípidos importantes para o desenvolvimento e modulação da resposta imune é uma área de investigação ativa e com aplicação no desenvolvimento de novas vacinas e terapias para patologias infeciosas e tumorais.

As células NKT são uma subpopulação de linfócitos T que reconhece antigénios lipídicos. Na presença destes antigénios, que podem ter origem no próprio organismo ou fora dele, as células NKT ficam ativadas, desempenhando diversas funções, que incluem vigilância tumoral e combate a infecções.

Neste projeto de Imunologia, trabalhou uma equipa multidisciplinar que incluiu Biomédicos, Químicos e Médicos, de cinco instituições. Para além do Departamento de Ciências Médicas da UA participaram neste estudo o Instituto de Investigação e Inovação em Saúde do Porto, o Departamento de Química e Bioquímica da Brigham Young University, EUA, o Departamento de Imunologia do “The Scripps Research Institute, CA”, EUA, e o Comité de Imunologia e Departamento de Patologia, “Howard Hughes Medical Institute, University of Chicago”, EUA.

Os resultados deste projeto foram recentemente publicados na revista “Chemical Science”.

imprimir
tags
ficheiros associados