conteúdos
links
tags
Campus
Inovação e novas técnicas pedagógicas marcam encontro internacional do projeto IMPRINT+
Lousada na vanguarda da preservação ambiental com a ajuda da UA
Projeto quer deixar uma pegada positiva no ambiente
De 15 a 21 de novembro, a vila de Lousada é palco de uma mostra internacional de boas práticas educativas, no que respeita à redução da pegada ecológica e à conservação da natureza, num conjunto de iniciativas desenvolvidas em parceria com a Universidade de Aveiro (UA).

Os trabalhos arrancaram com a terceira reunião do consórcio do Projeto IMPRINT+, que conta com parceiros de Espanha, Itália, Áustria e Irlanda, para além dos investigadores dos Departamentos de Biologia e de Comunicação e Arte da UA. Entre os dias 17 e 21 decorre uma formação acreditada para professores e educadores portugueses e estrangeiros intitulada “IMPRINT+. Da pegada ambiental individual à ação coletiva”.

A formação capacitará a audiência, multidisciplinar, para questões relacionadas com a preservação da biodiversidade, os serviços dos ecossistemas, pegada e compensação ecológicas, restauro ambiental e comunicação. A inovação desta formação reside no facto de explorar os contextos regionais de cada parceiro numa estratégia pedagógica participativa e integradora, enriquecida com software especificamente desenhado para o efeito. As novas abordagens pedagógicas poderão ser imediatamente postas em prática em ações em sala de aula e em campo com um grupo de 52 jovens portugueses - dos quatro agrupamentos de escolas lousadenses - e estrangeiros.

Durante a semana, os jovens participam de um programa educativo personalizado, onde aprenderão a avaliar a qualidade ambiental dos espaços ao ar livre e a saber como agir para diariamente colaborar na proteção dos recursos naturais e da vida selvagem. Para auxiliar nestas tarefas é apresentada a mobile app desenvolvida especificamente para o projeto IMPRINT+, numa lógica de jogo digital e competição eco-ranking. Para passar da teoria à prática, estão previstas ações ambientais como recolha de lixo, montagem de caixas-abrigo para a fauna, construção de charcos para a vida selvagem, controlo de espécies exóticas invasoras e plantações de árvores autóctones.

Por fim, com base nos trabalhos desenvolvidos e na exploração de casos de estudo, serão discutidas as necessidades e oportunidades económico-sociais associadas à economia verde. Esta abordagem transversal e completa do IMPRINT+ já levou à sua distinção pela Comissão Europeia como projeto exemplo no que respeita ao Empreendedorismo Jovem.

Lousada serve assim como laboratório vivo para todo o modelo pedagógico e ambiental do projeto, que será depois disseminado e replicado por toda a Europa, bastando a qualquer cidadão ou entidade consultar os recursos e informações disponíveis no recém-lançado sítio imprintplus.org.

imprimir
tags
outras notícias