conteúdos
links
tags
Investigação
Trabalho do Departamento de Ambiente e Ordenamento
Investigação inédita da UA estuda efeito do biochar em vinhas
Biochar foi colocado numa das vinhas da empresa Luís Pato
Pela primeira vez, um grupo de cientistas da Universidade de Aveiro (UA) está a experimentar usar biochar para combater a erosão do solo numa vinha, em Amoreira da Gândara, Anadia. O trabalho mundialmente inédito pretende saber de que forma este tipo de carvão produzido a partir de biomassa pode melhorar a infiltração da água dos solos em vinhas.

A investigação é conduzida pela ‘Earth Surface Processes (ESP) team’ (equipa de investigação de Processos da Superfície Terrestre), uma equipa de investigadores do Centro de Estudos do Ambiente e do Mar (CESAM) da UA, coordenada por Jacob Keizer. Este trabalho está inserido no projeto Mediterranean Agricultural Soils Conservation under global Change (MASCC), financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia no âmbito do programa ARIMNET, com João Pedro Nunes como investigador principal da parte portuguesa.

Trata-se de um trabalho inovador que integra vários especialistas do Departamento de Ambiente e Ordenamento (DAO) da UA e colaborações com as empresas Luís Pato e Iberomassa Florestal que disponibilizou o carvão biológico.

A investigação seleccionou uma vinha da produtora de vinhos Luís Pato para incorporar o biochar no solo. “As vinhas e outras culturas permanentes em encostas Mediterrânicas têm as maiores taxas de erosão de solo na Europa: mais de nove vezes a taxa de erosão tolerável”, explica Frank Verheijen, um dos investigadores da equipa ESP. Assim, “trata-se de um sector onde podem ser obtidos grandes ganhos no que diz respeito à redução da erosão”. 

Com a incorporação do biochar no solo, a equipa ESP espera uma redução do escoamento de águas em 10 a 50 por cento e uma redução de 20 a 60 por cento na erosão do solo. Percentagens que, apontam os investigadores, “significam que mais água irá ficar armazenada no solo após a precipitação, facto que pode beneficiar tanto a vinha como a qualidade dos cursos de água”.

descrição para leitores de ecrã
Investigadores querem saber de que forma o uso de biochar nas vinhas pode melhorar a infiltração da água nos respetivos solos

Usado pelos índios da Amazónia há milhares de anos atrás para melhorar o solo, o biochar é um tipo de carvão produzido a partir de biomassa, que permite não só reduzir a presença de dióxido de carbono na atmosfera, como também melhorar o solo e gerar energia limpa durante o seu fabrico.

O estudo da utilização de biochar na produção agrícola em Portugal está hoje a dar os primeiros passos através de uma equipa interdisciplinar de investigadores do DAO, do Departamento de Biologia e do CESAM da UA.

imprimir
tags
outras notícias