conteúdos
links
tags
Distinções
Distinguidas as investigações de Bernardo Marques e de Marco Santos
UA traz para casa dois prémios do Fraunhofer Portugal Challenge 2016
Bernardo Marques e Marco Santos
Bernardo Marques brilhou com um sistema que utiliza a realidade aumentada para monitorizar indivíduos com fobias. Marco Santos convenceu com o novo conceito de Implante Ortopédico Instrumentado Activo. Os dois valeram à Universidade de Aveiro (UA) o 2º e o 3º lugar, respetivamente, nas categorias de Mestrado e Doutoramento da 7ª edição do Fraunhofer Portugal Challenge.

Bernardo Marques, que terminou o Mestrado Integrado em Engenharia de Computadores e Telemática, no Departamento de Engenharia Electrónica, Telecomunicações e Informática (DETI), no passado dia 13 de outubro, viu a sua dissertação intitulada "Veracity -Low cost physiology assessment tool using Virtual Reality" agraciada com o segundo lugar no Concurso Fraunhofer Portugal Challenge 2016, na categoria de trabalhos de mestrado (best practical idea). Esta dissertação surge como um resultado de uma linha de investigação multidisciplinar e interdepartamental, orientada pelos professores José Maria Fernandes e Susana Brás, ambos do DETI e Instituto de Engenharia Electrónica e Telemática de Aveiro, e em colaboração com a professora Sandra Soares, do Departamento de Educação e Psicologia e do CINTESIS-UA.

O Veracity é um sistema portátil e economicamente acessível. A ideia principal é apresentar estímulos virtuais a indivíduos fóbicos e permitir a sua interação com esse ambiente através do reconhecimento de gestos. Em simultâneo o comportamento e fisiologia dos indivíduos serão monitorizados. Os distúrbios de ansiedade afetam a rotina diária de várias pessoas. Um dos distúrbios de ansiedade mais prevalente é a fobia específica.

O caso de estudo de Bernardo Marques focou-se em particular na fobia a aranhas. habitualmente quem sofre de fobia tende a evitar o elemento fóbico, o que apenas irá agravar o seu problema. É sabido também que a melhor forma de dessensibilizar a pessoa fóbica, é pela apresentação e interação com esse elemento. Contudo, a exposição ao elemento real, pode ser muito agressiva, o que pode comprometer todo o tratamento. Desta forma o uso de realidade virtual ou aumentada, permite interagir com o elemento de forma menos agressiva e permitindo um resultado de dessensibilização semelhante."

Já o investigador Marco Santos, na outra categoria, apresentou ao concurso nacional o trabalho “A new concept model for instrumented active orthopaedic implants” desenvolvido durante o Doutoramento em Engenharia Mecânica.

O principal objetivo deste trabalho, realizado no Departamento de Engenharia Mecânica, foi propor um novo modelo de conceito para implantes instrumentados para se otimizar a integração osso-implante: o implante instrumentado ativo, energeticamente auto-suficiente, com capacidade de aplicar estímulos biofísicos em tecidos-alvo de forma controlada e personalizada. O trabalho mostrou resultados promissores para o controlo da osseointegração usando este novo modelo, através da atuação terapêutica baseada na estimulação capacitiva com arquitetura em co-superfície, assim como para fornecer energia elétrica de forma autónoma por mecanismos de transdução baseados em indução eletromagnética usando configurações baseadas na levitação magnética.

Com um historial de peso entre os premiados do Fraunhofer Portugal Challenge, a UA volta assim a marcar presença anual no pódio da competição. Só na edição de 2015, a UA arrecadou os dois primeiros lugares na categoria de Doutoramento. 

Criado em 2010, o Fraunhofer Portugal Challenge é um concurso da autoria da Associação Fraunhofer Portugal Research, uma organização sem fins lucrativos, financiada pela alemã Fraunhofer-Gesellschaft, uma empresa de pesquisa que conta com 58 institutos espalhados por toda a Alemanha. As ideias a concurso têm de ser baseadas em teses de Mestrado ou Doutoramento e têm de contemplar uma vertente prática, ou seja, têm de ser orientadas para o mercado, com aplicabilidade na indústria ou no quotidiano da vida das pessoas.

 

imprimir
tags
outras notícias