conteúdos
links
tags
Campus
No Departamento de Ciências Médicas
“Sexo, drogas e cérebro” com lançamento marcado para 29 de junho
Livro
O livro “Sexo, drogas e cérebro”, da autoria da docente do Departamento de Ciências Médicas da Universidade de Aveiro, Margarida Fardilha, e do antigo aluno da UA, Emanuel Ferreira- Fernandes, tem lançamento marcado para esta quarta-feira, 29 de junho, às 12h15, no Departamento de Ciências Médicas da UA. A iniciativa é aberta a todos os interessados.

“Sexo, drogas e cérebro” é um livro de texto de referência para estudantes pré e pós-graduados. Aborda as funções cerebrais que se relacionam com o comportamento sexual, com a motivação, a recompensa e com o vício. Começa com a organização básica do sistema nervoso de modo a que se compreendam os capítulos subsequentes.

Este livro é de leitura simples e agradável, mas ao mesmo tempo tem conteúdos muito completos e atuais. As figuras auxiliam a compreensão do texto e as referências adequadas ligam o texto à literatura científica 

O lançamento na UA, dia 29 de junho, contará com a presença dos editores, dos autores e dos Professores da UA,  Amadeu Soares e Manuel Santos.

Sobre os autores
Margarida Sâncio da Cruz Fardilha licenciou-se em Bioquímica na Universidade do Porto em 1996 e doutorou-se em Biologia pela Universidade de Aveiro com um projeto desenvolvido nas áreas de sinalização celular e fertilidade masculina em 2004. Atualmente, na Universidade de Aveiro, é Coordenadora do Laboratório de Transdução de Sinais, no iBiMED, Diretora da Licenciatura de Ciências Biomédicas e Professora Auxiliar Convidada do Departamento de Ciências Médicas. Atualmente, dedica-se ao estudo das vias de sinalização que modulam a (in)fertilidade masculina e o cancro da próstata.

Emanuel Ferreira Fernandes licenciou-se em Ciências Biomédicas, na Universidade de Aveiro em 2011. Em 2013, concluiu o Mestrado em Biomedicina Molecular, na mesma instituição, desenvolvendo um projeto de investigação em Neurociências e Sinalização Celular. Atualmente frequenta o Programa Doutoral LisbonBioMed no Instituto de Medicina Molecular de Lisboa, desenvolvendo investigação no âmbito da perceção, memória e tomada de decisão, com recurso a eletrofisiologia in vivo.

 

imprimir
tags
outras notícias