conteúdos
links
tags
Opinião
Opinião de Frank Verheijen e de Ana Catarina Bastos publicada na Nature
Investigadores do CESAM defendem mudança da política transnacional de solos
Os investigadores Frank Verheijen e Ana Catarina Bastos
Investigadores do Centro de Estudos do Ambiente e do Mar (CESAM) apelam para uma política transnacional para gestão de solos num artigo de correspondência na prestigiada revista Nature que recentemente publicou um artigo de opinião discutindo a ideia de que o solo "não se move".

O solo constitui a interface água-ar-vida do nosso planeta e, como tal, a gestão desta interface tem implicações cruciais para os ecossistemas que este suporta. Paralelamente, a gestão do solo desempenha um papel fundamental na regulação da qualidade da água e ar, incluindo as alterações climáticas, na saúde humana e na segurança alimentar. A atual política para a gestão de solos é sustentada na ideia de que o solo "não se move" e, portanto, deve apenas ser gerido localmente, como discutido num artigo de opinião recente publicado na Nature por Luca Montanarella do ‘Joint Research Centre’ da Comissão Europeia.

Os investigadores do CESAM, Frank Verheijen (Departamento de Ambiente e Ordenamento) e Ana Catarina Bastos (Departamento de Biologia) apresentaram - num artigo de correspondência na mesma revista - um caso para o alcance transnacional da gestão dos solos. Os investigadores pretendem anular o argumento persistente de que o solo "não se move" e instar os responsáveis políticos a incluir a gestão dos solos no plano de ação aos desafios globais do nosso planeta.

imprimir
tags
outras notícias