conteúdos
links
tags
Distinções
Preparado no Departamento de Química, Ricardo Alexandre Santos, estudante do 12º ano, alcança a medalha de bronze
Portugal conquista pela primeira vez medalha na Olimpíada Internacional de Química
À esquerda, Alexandre Santos junto dos restantes estudantes portugueses nas Olimpíadas
Portugal acaba de conquistar a primeira medalha na Olimpíada Internacional de Química. Ricardo Alexandre Santos, estudante do 12º ano na Escola Secundária Mário Sacramento, em Aveiro, alcançou o bronze em Baku, no Azerbeijão, onde está a decorrer a 47ª Olimpíada Internacional de Química, uma prova que junta mais de três centenas de alunos finalistas do ensino secundário de 79 países. Treinado durante meses pelo Departamento de Química (DQ) da Universidade de Aveiro (UA), o Ricardo Alexandre é o primeiro estudante português a alcançar o pódio de uma das provas internacionais mais exigentes e competitivas para os pequenos grandes cientistas de todo o mundo.

Para além de Ricardo Alexandre Santos a delegação portuguesa é constituída pelos estudantes finalistas do ensino secundário Maria Neves Carmona (Colégio Luso-Francês, Porto), Henrique Rui Aguiar (Escola Secundária José Estevão, Aveiro), Francisco Marques (Escola Secundária José Falcão, Coimbra) e pelas docentes do DQ da UA Amparo Faustino e Diana Pinto, responsáveis pela preparação da equipa lusa.

A preparação dos participantes das Olimpíadas Internacionais e nas Olimpíadas Ibero-Americanas de Química está sedeada no Departamento de Química da UA desde 2002 e conta com a colaboração de uma equipa alargada. Neste ano letivo, a preparação, estende-se de outubro de 2014 a setembro de 2015 –  que inclui a estada dos alunos na academia de Aveiro em diversos fins-de-semana e durante as férias da Páscoa –   teve a participação dos docentes do DQ Maria Clara Magalhães, Diana Pinto, Amparo Faustino, Eduarda Santos, Francisco Avelino Silva e Rita Ferreira, entre outros. Esta equipa contou ainda com a colaboração de  Alzira Rebelo, docente do Colégio dos Carvalhos, instituição que preparou os alunos em técnicas laboratoriais básicas.

As Olimpíadas de Química são uma atividade promovida pela Sociedade Portuguesa de Química com o patrocínio do Ministério da Educação e que visa dinamizar o estudo e ensino da Química nas Escolas Básicas e Secundárias, proporcionar a aproximação entre as Escolas Básicas e Secundárias e as Universidades e despertar o interesse pela Química, cativando vocações para carreiras científico-tecnológicas entre os estudantes.

imprimir
tags
outras notícias