conteúdos
links
tags
Campus
Estudos revelam satisfação dos alunos de mobilidade
Estudantes de mobilidade elogiam experiência na UA
ESN na Universidade de Aveiro
Os alunos internacionais de mobilidade na Universidade de Aveiro (UA) fazem uma apreciação muito positiva desta universidade e do tempo aqui passado. Segundo o “International Student Satisfaction Awards 2014”, da página internet StudyPortals, a UA foi considerada “excecional”, obtendo a classificação mais elevada a nível nacional. E também um inquérito feito pelo Gabinete de Relações Internacionais (GRI) relativo ao ano letivo 2013/14 corroborou este dado: os estudantes internacionais de mobilidade têm uma apreciação global sobre a UA “muito boa”. Assim, a UA recomenda-se!

Nos “International Student Satisfaction Awards 2014 a UA foi considerada “excecional”, obtendo a classificação mais elevada a nível nacional (pelo menos 9,5 valores em 10). Este inquérito, colocava questões como a componente académica dos estudos, cidade e cultura, vida social, instalações e serviços, desenvolvimento pessoal e profissional com o intercâmbio, impressão geral, envolvente externa da universidade e ainda custo de vida.

E como a satisfação é uma preocupação da UA, também o GRI elaborou o seu próprio inquérito por questionário enviado aos 471 alunos de mobilidade que a UA acolheu em 2013/2014. O inquérito pretendeu saber o que esperavam da UA antes de chegarem, o que motivou a sua escolha, como foram recebidos, que avaliação fazem da experiência de intercâmbio e as mais-valias para a sua vida pessoal e profissional.

No inquérito verificou-se que a maioria dos estudantes preferiu procurar informações junto de amigos para preparar a sua vinda e estadia em Aveiro. A escolha da UA foi feita com base no custo de vida, pela reputação que a UA tem junto de estudantes e professores nas suas universidades de origem e pelo facto de a UA permitir que os alunos estudem disciplinas de diferentes cursos e departamentos.

Para facilitar a chegada à UA e a integração, existem diversas pessoas disponíveis no início de cada semestre letivo, em particular os membros do ESN (Erasmus Student Network), os coordenadores departamentais de mobilidade, a equipa do GRI e os Serviços de Ação Social. Os alunos valorizaram esta receção humanizada.

Durante o período de mobilidade os Serviços de Gestão Académica, através do GRI, têm um papel fundamental (reconhecido pelos alunos) na gestão do processo do estudante.

No pós mobilidade os alunos consideram que os contactos pessoais e profissionais estabelecidos na UA são importantes para a sua vida pessoal e profissional.

Finalmente, a apreciação global sobre a UA é “muito boa”, tendo a Academia de Aveiro merecido diversos elogios e boas recomendações. Contudo, alguns alunos consideram que alguns colegas e professores não falam corretamente inglês e apelaram a um aumento da oferta formativa nesta língua.

De acordo com o coordenador do GRI, Niall Power, os desafios para o futuro são “a melhoria da informação transmitida por meios eletrónicos e o aperfeiçoamento do uso da língua inglesa nos departamentos e serviços da universidade”.

Três exemplos de satisfação 

Artur Ekert, Polónia - “Estou a gostar da experiência de estudar na UA. O sistema de ensino é diferente da Polónia, com mais horas práticas e um equilíbrio maior entre a parte teórica e a prática, o que é mais vantajoso para mim pois aprendo mais”.

Hou Chaoyue e Yang Lidan, China - "Viemos para a UA porque estudamos português na Universidade dos Estudos Internacionais de Xi’na. Já tínhamos ouvido falar da professora Wang Suoying, do Departamento de Línguas e Culturas. A UA é um lugar tranquilo e bem adaptado ao estudo. Os professores ajudam muito. Gostamos da vida universitária e do ambiente no campus. Os doces são deliciosos!”

Rathnakannan Kailasam, Índia  - “A UA tem instalações ótimas, tudo é fantástico e os estudantes adoram a universidade. A equipa do GRI é fantástica! A UA é uma universidade próspera que se tornará uma das melhores nesta parte do mundo. As pessoas em Aveiro, em Portugal e na UA são muito simpáticas e amigáveis”.

(Texto publicado na revista Linhas nº22)

imprimir
tags
veja também
 
ficheiros associados
outras notícias