conteúdos
links
tags
Distinções
Raquel Silva, antiga estudante do Departamento de Engenharia Mecânica
Doutorou-se na UA, trabalha na Volkswagen e ganhou prémio nacional da Ordem dos Engenheiros
Raquel Silva está hoje na Alemanha a trabalhar na ‘super’ fábrica da Volkswagen
Raquel de Carvalho e Silva, antiga estudante de doutoramento em Engenharia Mecânica da Universidade de Aveiro (UA), foi premiada com o prémio de melhor estágio a nível nacional entregue pelo Colégio de Engenharia Mecânica da Ordem dos Engenheiros. “Otimização de forma e de ferramentas em simulações numéricas de processos de conformação plástica” foi o título do trabalho entregue à Ordem e que desenvolveu no ano passado no seio do GRIDS, um dos grupos de investigação do Departamento de Engenharia Mecânica (DEM) da UA. Raquel Silva está hoje a trabalhar na Alemanha para a multinacional Volkswagen.

“Este prémio é um reconhecimento da relevância do meu trabalho para a Engenharia portuguesa”, congratula-se Raquel Silva contratada pela Volkswagen depois de prestar provas de defesa na UA. A antiga investigadora da academia está neste momento a trabalhar em Braunschweig, na Alemanha, onde desenvolve investigação na área do trabalho que realizou durante o doutoramento.

Atualmente, explica, “o progresso da Engenharia carece cada vez mais de uma forte componente científica, sendo para tal muito importante a investigação desenvolvida nas universidades”. Assim, o galardão surge “como um grande incentivo para a continuidade da minha carreira e o abraço de novos projetos”.

Uma tese que cativou a Ordem dos Engenheiros

O trabalho realizado por Raquel Silva, e que lhe valeu o reconhecimento do Colégio de Engenharia Mecânica, consistiu na otimização de formas e de ferramentas em simulações numéricas de processos de conformação plástica.

“A determinação da forma inicial é um dos processos de otimização mais importantes e tem uma influência direta sobre a qualidade da peça acabada, assim como reduz o custo final e o tempo de desenvolvimento do produto”, explica. Com base nessa ideia, apresentar “uma metodologia para encontrar a forma inicial otimizada para um processo de conformação de um cárter [recipiente metálico que protege e assegura a lubrificação de determinados mecanismos]” foi o objetivo do trabalho proposto na UA por Raquel Silva. Além disso, a então investigadora do DEM apresentou “um estudo que permite compreender a influência da definição da geometria paramétrica no processo de otimização”.

“O design da ferramenta de pré-conformação é assumida como sendo a etapa mais importante para o controlo da qualidade do produto”, explica. Raquel Silva acrescenta que se “considera que uma forma razoável da ferramenta de pré-conformação reduz o custo das matérias-primas, melhora o fluxo de material, reduz o custo de fabrico e elimina eventuais processos seguintes”. Consequentemente, “a otimização de ferramentas de pré-conformação é ainda um tema bastante interessante”.

O último objetivo do trabalho apresentado foi comparar duas abordagens diferentes para resolver um problema inverso específico. Ambas as abordagens servem para tentar encontrar uma forma final desejável de um provete – peça especialmente preparada para ensaio das características mecânicas e físicas de um material - depois de um processo de forjamento.

Trabalho de vanguarda na Volkswagen

Raquel Silva está hoje a trabalhar na fábrica da Volkswagen em Braunschweig (Alemanha) onde, em 1938, a marca nasceu e na qual trabalham mais de 6000 trabalhadores. ”Atualmente esta fábrica é um dos principais fabricantes de componentes de chassis, sendo um importante fornecedor de peças de chassis para todo o Grupo Volkswagen”, explica.

Na ‘super’ fábrica da Volkswagen Raquel Silva trabalha na área de optimização topológica das peças integrantes dos chassis. “Otimizo peças, principalmente de fundição, tendo como objectivo final a redução de material e consequentemente de peso. Esta redução é sempre realizada não afetando a performance global da peça. O Software de optimização que usamos é desenvolvido pela equipa em que estou inserida”, aponta Raquel Silva. Ao serviço da Volkswagen a antiga investigadora da UA que está, assim, envolvida na investigação e desenvolvimento de três áreas distintas do referido software: o Pré-processamento, o Pós-processamento e métodos de otimização topológica.

imprimir
tags
outras notícias