conteúdos
links
tags
Opinião
Cristina Miranda, diretora do ISCA-UA, escreve sobre como melhor gerir as despesas do Natal
A lista do Pai Natal
Sugestões para melhor gerir as despesas de Natal
Como gerir as despesas que, normalmente, o Natal pressupõe? A diretora do Instituto Superior de Contabilidade e Administração da Universidade de Aveiro (UA) apresenta, neste texto de opinião, algumas sugestões para melhor controlar as despesas inerentes ao Natal. Desde a fixação de um orçamento e o registo numa simples folha de papel a aplicações diversas disponíveis para dispositivo móvel ou tablet são várias as opções.

O Natal traz-nos momentos de magia, reencontros desejados, abraços apertados… Pomos conversas em dia, à volta de uma mesa com sabores que deixam memórias…Vamos passando o testemunho dos rituais, das receitas culinárias, das histórias contadas…

Como o tempo é escasso e a verba cada vez mais rala, temos que nos transformar em autênticos milagreiros para tentar assegurar a continuidade dessa magia. A gestão e organização do evento exigem que se tomem alguns cuidados para que o entusiasmo não se apodere da nossa carteira e tenhamos o controlo dos gastos. Não é fácil resistir às atrativas campanhas de marketing que nos levam a pensar que não podemos sobreviver sem adquirir alguns produtos (para nós ou para os outros), em especial, nesta altura.  

Uma boa medida de defesa é definir um orçamento e tentar respeitá-lo. Começamos por dar resposta a algumas questões: A quem vamos oferecer? Quantas prendas? Quanto? À mesa, o que precisamos? Qual será o acréscimo na conta do hipermercado, o que queremos que não falte? Quando fazemos as compras? Etc.

O registo destas listas (lista de prendas de Natal e lista de compras no supermercado) pode ser feito numa simples folha de papel, claro. Mas, uma forma mais expedita consiste na utilização de uma folha de cálculo, com a vantagem de ir atualizando de forma automática os totais gastos, de podermos estabelecer comparações e análise gráfica da evolução dos gastos ao longo dos anos, etc. Mais recentemente podemos contar com algumas aplicações de telemóvel que nos facilitam esta tarefa e, ao mesmo tempo, nos dão um pouco do brilho do Natal, com os seus motivos gráficos natalícios muito simpáticos.

Existem várias ofertas de aplicações de listas de prendas que permitem, nomeadamente: elencar as pessoas a quem queremos oferecer uma prenda, com o nome, um avatar escolhido ou uma foto; registar uma ideia ou sugestão de prenda; confirmar a compra com o respetivo custo; conhecer o total gasto em prendas para uma pessoa e o total consumido. Alguns exemplos de entre os muitos que existem e que contam com uma versão grátis: Christmas Gifts Manager; Free Christmas List; Gift It; No More Socks; Santa’s Bag. Há aplicações que incluem mesmo a possibilidade de estabelecer um orçamento e vão atualizando o montante disponível versus o gasto (Santa’s Bag).

Para a lista de supermercado, podemos recorrer à lista disponível no endereço da internet correspondente ao hipermercado por nós selecionado. Também é possível gravar a nossa lista de produtos de Natal, para repetir noutros Natais... Depois, podemos optar pela compra no local ou em casa. Esta compra, assim programada, permite um controlo maior sobre os gastos. A novidade de uma dessas cadeias de hipermercados, este ano, é a possibilidade de fazermos uma lista de brinquedos escolhidos com uma visita prévia, utilizando o scaner do telemóvel. Trata-se de um modo eficaz para memorizar uma prenda escolhida por um filhote e gerir as expetativas a criar, ficando guardada toda a informação do produto para adquirir mais tarde se for essa a decisão.

Com mais ou menos sofisticação técnica, é importante assegurar um equilíbrio que permita desfrutar plenamente esta quadra natalícia, sem a previsão de sobressaltos no orçamento dos meses seguintes. A todos um Feliz Natal!

Cristina Miranda

Diretora do Instituto Superior de Contabilidade e Adminsitração da UA

imprimir
tags
outras notícias