conteúdos
links
tags
Campus
"campus4us" dias 15 e 16 de setembro
UA desafia novos membros para que se formem também como cidadãos
Após as boas-vindas, caloiros descobriram a UA
Para além das boas vindas oficiais, de desejos de felicidade no percurso que agora iniciam, os novos alunos da Universidade de Aveiro (UA), presentes na sessão de acolhimento do “campus4us” a 15 de setembro, ouviram o apelo do Reitor para que frequência da UA sirva, não só para formação académica, mas também para o seu crescimento enquanto cidadãos. Os caloiros de 2014-2015 ficaram a conhecer os responsáveis pelos organismos da UA com os quais vão lidar mais diretamente e participaram num peddy paper para descobrirem os cantos à casa.

O apelo para que esta fase iniciada na UA possa contribuir não só para a formação académica, mas também para o crescimento enquanto cidadãos foi deixado pelo Reitor da UA, Manuel António Assunção, perante uma plateia de aproximadamente 1.400 novos alunos, a grande maioria dos, até agora, matriculados no ano letivo 2014-2015. Felicitou os novos alunos por, ao escolherem a UA, terem contribuído para o sucesso desta instituição nesta primeira fase do concurso de acesso ao ensino superior.

O Reitor aproveitou ainda para apresentar os representantes dos organismos com quem os novos estudantes vão contactar mais regularmente. Para além da Reitoria, representada por si próprio, pelo Vice-reitor Eduardo Silva e pela Pró-reitora Gillian Moreira, a sessão contou ainda com a presença da diretora dos Serviços de Ação Social, Anabela Oliveira, do Provedor do Estudante, Alexandre Cruz, da responsável pelo Gabinete Pedagógico, Gracinda Martins, e do presidente da Associação Académica (AAUAv), André Reis.

André Reis após saudar os novos colegas por terem entrado “na melhor universidade do país”, referiu as diversas atividades de índole cultural e desportiva, promovidas pelos diversos núcleos da AAUAv, atividades de que poderão usufruir e que contribuem para a outra vertente de formação, enquanto cidadãos e pessoas, no período em que estudam na UA.

Ouvidas as saudações, os discursos e a atuação da Magna Tuna Cartola, os alunos, organizados em 70 grupos, percorreram o campus num peddy paper, para começarem a conhecer “os cantos à casa”. As atividades, sempre acompanhadas por estudantes com mais anos de casa e que se voluntariaram para acompanhar os caloiros, prosseguem a 16, terminando na tarde desse dia, na Casa do Estudante.

Mais informações: http://www.ua.pt/ensino/PageText.aspx?id=18922

imprimir
tags