conteúdos
links
tags
Ensino e Formação
Departamento de Engenharia Civil aposta numa formação voltada para as necessidades de amanhã
Riscos e Reabilitação Sustentável: um curso de especialização da UA inédito no país
É o único curso a nível nacional que congrega duas áreas - riscos e reabilitação sustentável - consideradas, hoje, o caminho que a Engenharia Civil vai trilhar no futuro. Chama-se Curso de Especialização em Riscos e Reabilitação Sustentável, é uma formação de 2º ciclo que estreia no próximo ano letivo no Departamento de Engenharia Civil (DECivil) da Universidade de Aveiro (UA) e quer dar resposta à necessidade sentida entre os profissionais com formação específica em riscos e reabilitação sustentável, criando a oportunidade para que possam adquirir as competências de forma a adaptarem-se aos novos desafios que o futuro já lhes começa a impor.

“A importância crescente da reabilitação do património no mercado nacional e mundial, a exposição, cada vez maior, das construções existentes a ações extremas, e a necessidade de realizar intervenções sustentáveis”, aponta Paulo Cachim, diretor do DECivil, estiveram na base da criação do curso pela UA.

“Existe a nível nacional, mas também a nível mundial, uma carência de profissionais com formação específica nestes temas”, refere Paulo Cachim. Nesse sentido, “este curso de especialização pretende dar resposta às questões levantadas, permitindo que os profissionais da construção adquiram competências que lhes permitam exercer a sua profissão, adaptando-se aos novos desafios do mercado”. Para levar a cabo a missão, sublinha o responsável, “o DECivil dispõe de um corpo docente qualificado e de mérito reconhecido internacionalmente”.

O curso, correspondendo a um total de 60 ECTS, terá especial interesse para profissionais ligados à fileira da construção – arquitetos e engenheiros civis -  e imobiliário, mestres ou licenciados. A formação pode ser realizada numa versão de média duração, correspondendo a 24 ECTS. Em qualquer dos casos, as aulas decorrem às sextas-feiras, das 14h00 às 18h30, e aos sábado, das 9h00 às 13h30, e terá a duração de dois semestres.

De salientar a ligação da formação às empresas e ao setor da construção através das parcerias estabelecidas. Nesse sentido, como parceiros da UA nesta formação, surgem a Associação Nacional para a Qualidade nas Instalações Prediais, a Plataforma da Construção Sustentável e a InovaDomus – Associação para o Desenvolvimento da Casa do Futuro.

A conclusão deste curso permitirá aos participantes identificar fatores e mecanismos de degradação em construções e planear e projetar trabalhos de reabilitação e requalificação, seja na avaliação de riscos no ambiente construído, seja no desenvolvimento de materiais e de processos e soluções de construção sustentáveis. Aos formados será igualmente dada bases sólidas no que diz respeito à promoção da eficiência e da sustentabilidade da construção existente, à gestão e coordenação de projetos multidisciplinares e à gestão da manutenção de infraestruturas.

As candidaturas (1ª fase) decorrem de 14 a 31 de julho. Mais informações podem ser obtidas aqui

imprimir
tags
veja também
 
outras notícias