conteúdos
links
tags
Cultura
Dia 22 de maio, às 19h00, no Auditório da Livraria da Universidade de Aveiro
"O que faz falta? Um fado tropical" junta músicas de Zeca Afonso e Chico Buarque
DeCA prepara concerto que quer ser uma ponte entre Portugal e Brasil
Concebido a partir da música de Zeca Afonso e Chico Buarque, o concerto "O que faz falta? Um fado tropical" tem estreia marcada dia 22 de maio, às 19h00, no Auditório da Livraria da Universidade de Aveiro (UA). Trabalho final da cadeira de Projetos Multidisciplinares da licenciatura de Música do Departamento de Comunicação e Arte (DeCA) da UA, o concerto tem a participação de 44 músicos portugueses e brasileiros e faz parte do programa do II Congresso "Pelos Mares da Língua Portuguesa" e das comemorações dos 40 anos de Abril organizados pelo Departamento de Línguas e Culturas.

“Doze canções do Zeca e do Chico enquadram uma narrativa que fala da ditadura portuguesa e brasileira, dos medos e das manipulações a que hoje estamos sujeitos, dos precários em que os jovens de hoje se transformaram, e do poder da música para mudar as coisas, como aconteceu há uns meses numa manifestação na Turquia em que um pianista conseguiu parar centenas de polícias”, desvenda Carlos Fragateiro, professor do DeCA e mentor do projeto.

“Este concerto tenta ser, em primeiro lugar, uma ponte entre Portugal e o Brasil, ligando as obras de músicos que nos dois países mais lutaram pela liberdade e pela força da língua portuguesa”, diz Carlos Fragateiro. “Zeca Afonso, com a Grândola, internacionalizou e transformou uma das suas canções num dos hinos à liberdade. Chico Buarque, com o seu Fado Tropical, cantou a força e o poder da língua portuguesa como ninguém”, acrescenta.

O docente lembra que “o facto do concerto ter como intérpretes músicos portugueses e brasileiros também contribuiu para que este seja um exemplo das múltiplas realizações do que a este nível se pode fazer”. 

imprimir
tags
ficheiros associados
evento relacionado
 
outras notícias