conteúdos
links
tags
Publicações
Aluno da UA publica livro
"ESTÓRIAS que o Demo me soprou"
Pedro Fontoura
"ESTÓRIAS que o Demo me soprou" é o título de um livro da autoria de Pedro Fontoura, aluno de mestrado da Universidade de Aveiro (UA). A apresentação da obra decorreu a 9 de abril, às 19h00, no Auditório da Livraria da UA e esteve a cargo de Pedro Corga, estudante de doutoramento da UA.

Neste texto "(...) encontramos, desde logo, as principais marcas da escrita de Pedro Fontoura: uma linguagem poética e finamente trabalhada, a sua intensidade dramática, a presença do fantástico, as metamorfoses medonhas e a dimensão erótica e sensual perturbadora", considera Pedro Corga, acrescentando: "Neste livro vive-se uma escrita alucinante que tanto nos faz voar como nos conduz através dos labirínticos desígnios da mente humana e nos prende o coração em páginas que, mesmo depois de viradas, não se dissipam no espírito".

"O leitor é completamente apanhado na teia assim que mergulha na leitura deste livro, cujos contos têm a intenção explícita de provocar, de chocar — e de assim não se fazerem esquecer. Ao lermos as páginas destas Estórias do Demo, sentimos, inclusivamente, que estamos a cometer um delito, um capital — mas ao mesmo tempo delicioso — pecado. Ao ler algumas das narrativas mais viscerais e cruas presentes no livro sentimos mesmo não dever estar a gostar tanto do que lemos, como se o simples ato de leitura constituísse um crime. Poucas leituras hoje em dia nos causam tantos sentimentos contraditórios — e essas são, sem dúvida, as melhores. Compreende-se, pois, que este seja um livro NÃO para todos, como adverte o autor no site da internet dedicado à divulgação da obra. (...)", escreveu Pedro Corga a propósito da obra que vai apresentar.

Nascido em Ponte de Lima em 1972, Pedro Fontoura cresceu numa aldeia do concelho, rodeado do perfume multicolor das muitas flores envasadas da mãe, imerso em peças da Lego e livros da biblioteca itinerante da Gulbenkian. 

Em 1990 migrou para Aveiro (cidade que sente sua), onde frequentou o curso de Engenharia Eletrónica e Telecomunicações da UA. Foi na então biblioteca do Departamento de Línguas e Culturas que descobriu o amor pela poesia e os contos: da incontornável Espanca ao inigualável Mia Couto. Descobriu o Núcleo de Artes Plásticas: o inestimável convívio entre pares e, mais uma vez, a poesia (lida no Núcleo e em sessões informais pelo Campus; mais tarde, escrita pelo próprio punho).

Continua por Aveiro (onde frequenta o Mestrado Integrado em Engenharia dos Computadores e Telemática da UA). Ainda que de formação em ciências, percebe a evolução da língua materna, as múltiplas influências que a forjaram; delicia-se com a riqueza do léxico. Não obstante, o seu perfil de engenheiro aprecia a simplicidade, a regularidade; defende uma simplificação massiva (e utópica) da língua.

Diz Pedro Fontoura: 

«O Demo garantiu-me que todas as histórias são originais
e me foram assopradas em regime de exclusividade.
No entanto, exigiu uma condição para a publicação das mesmas que,
num momento de insanidade, decidi não respeitar.»

Informações adicionais sobre a obra:

Editora: Sinapsis Editores

ISBN: 978-989-691-194-2

138 páginas.

Página internet: http://lado-de-la.nocturno.org/estorias-do-demo

Facebook: https://www.facebook.com/historias.do.ladodela

imprimir
tags
evento relacionado